A verdadeira história da Lista de Schindler

A “Lista de Schindler” é um famoso filme, dirigido por Steven Spielberg, que conta a história de um industrial alemão que salva as vidas de milhares de judeus. Conta-se que Schindler era dono de uma fábrica de armamentos, na qual trabalhavam muitos judeus. Paradoxalmente Schindler era filiado ao Partido Nazista. A origem de seus empregados remete ao gueto de Cracóvia e muitos moradores desse gueto foram parar no campo de concentração de Plaszow. É daí que Schindler tirou a mão de obra de sua indústria.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Os operários de Schindler trabalhavam o dia inteiro e ao anoitecer voltavam para o campo de concentração. Quando os oficiais de Plaszow receberam ordens de desativar o campo de concentração (e isso significava mandar os prisioneiros para outro lugar, onde seriam mortos), em decorrência do avanço das tropas russas, Schindler, através do suborno desses oficiais, conseguiu convencê-los de que necessitava daqueles funcionários “especializados”, e criou a famigerada “lista de Schindler”. Os nomes que aí constavam foram transferidos para uma fábrica na cidade natal do industrial.

Quando a guerra terminou, 1200 mulheres, crianças e homens foram salvos graças aos esforços desse homem. O governo de Israel lhe concedeu uma pensão vitalícia pelas vidas dos judeus salvos, e pelo seu humanismo. Enquanto a guerra durou se tornou próspero, porém gastou todo seu dinheiro ajudando judeus a fugir da Alemanha e com empreendimentos que não deram certo. Seu nome está inscrito junto a uma árvore plantada por ele, localizada numa avenida de Israel, ao lado de outras personalidades não judias, mas que pelas atividade humanitárias em favor das vidas de milhares de judeus, se tornaram verdadeiros heróis.

Em 1974, morreu pobre num hospital de Hildesheim.

Abaixo, trailer do filme “A Lista de Schindler”. Se você não viu, vai querer ver!

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

5 Comentários

  • -NÃO, NÃO ME SINTO REALIZADA NÃO, EU NÃO SALVEI VIDAS O SUFICIENTE…..
    pessoas assim NOS TRAZEM para a alma toda a essência de DEUS.

  • dias dos campos de concentração nazistas tendo sido descoberta pelos nazistas foi torturada violentada surrada, mas sobreviveu até tempos atrás, resuminto de uma forma humana uma pergunta que lhe fizeram…
    – A SENHORA SE CONSIDERA REALIZADA COM SUA OBRA HUMANITÁRIA?
    e ela prontamente respondeu….

  • quero salientar aqui que, O NOSSO CHANCELER SOUZA DANTAS, fez um trabalho igualmente grandioso emitindo vistos para judeus, que com isso conseguiram sair da persequição nazista, e virem para o Brasil, tendo sido caluniado pelos políticos e perseguidores na época da ditadura de VARGAS, sem contar também sobre IRINA SANDLER uma alemão que salvou mais de 2.500 ju

  • Nossa! eu não sabia sobre esta história de Schindler,eu tenho uma opiniào formada,eu acredito que o famoso Schindler falhou por esquecer de si próprio este foi um erro fatal,para que possamos ajudar mais e mais temos que primeiramente estar com o nosso espirito fortalecido embora muitas vidas poderiam ter sido perdidas durante a guerra, mais almenos ele poderia ajudar outras novas vidas depois,nós só devemos colocar os nossos braços onde ele possa alcançar…inclusive se nós estivermos com o nosso espirito forte conseguiremos ter mais sucesso e titudes mais perfeitas e consequencias de vitorias em todos os sentidos.

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.