Notícias Causas da Segunda Guerra Mundial

Causas da Segunda Guerra Mundial

A Segunda Guerra Mundial foi um conflito iniciado na Europa em 1939, com a invasão da Polônia pela Alemanha. O então líder alemão, Adolf Hitler, alegava necessidade de “espaço vital” para invadir o país vizinho. França e Inglaterra se posicionaram contrárias à invasão e a guerra estourou. Um ano antes, no entanto, a Alemanha havia anexado a Áustria e a comunidade internacional não reagiu.

Mas a geração do “ovo da serpente” (filme de Ingmar Bergman sobre as condições sociais e econômicas da Europa nos anos 1930) aconteceu antes. Alemanha, Itália, Portugal e Espanha, além de países balcânicos, passaram por sérias crises econômicas, comprometendo emprego e renda. Esta situação miserável propiciou a eclosão de regimes autoritários, como o nazismo alemão, com Hitler, e o fascismo italiano, com Benito Mussolini. Na Espanha, o general Francisco Franco, com a ajuda desses dois amigos, derrubou o governo e instalou-se no poder em 1938, só saindo com a sua morte, em 1975.

Esses governos fomentavam no povo um forte sentimento nacionalista. A negação aos direitos das minorias tornou-se regra: judeus, ciganos e homossexuais passaram a ser perseguidos sistematicamente, o que culminou na adoção da “solução final”, com o extermínio de milhões de vidas.

Fenômeno semelhante ocorreu no Japão, que também se rendeu à ultradireita. O governo japonês tinha planos de anexar a China ao seu império. O Japão invadiu a China em 1937, provocando protestos do governo dos EUA, que tinha fortes interesses comerciais da região. Os EUA determinaram o embargo das exportações para o Japão, o que deixou as relações dos dois países ainda mais tensas, até o ataque japonês à base aérea de Pearl Harbour (Havaí), em 1941, que foi a senha para os norte-americanos declararem guerra.

Alguns historiadores consideram que o Tratado de Versalhes, que pôs fim à Primeira Guerra Mundial, é também causa da Segunda, pelas condições humilhantes impostas à Alemanha, derrotada no conflito, mas é mais exato dizer que este tratado amplificou as causas, mas não as criou. Os três países do Eixo – Alemanha, Itália e Japão – tinham objetivos expansionistas evidentes. Hitler afirmava que era preciso dominar o continente europeu, enquanto os japoneses não escondiam suas pretensões imperialistas. O Memorando Tanaka, por exemplo, afirma que a China era apenas o primeiro passo para o domínio da Ásia e, em seguida, os canhões japoneses tinham como alvo os EUA.

Por outro lado, EUA e União Soviética perceberam a janela de oportunidade aberta para conquistar a hegemonia do mundo. Numa guerra, quem conta a história são os vencedores. É impossível avaliar os efeitos de uma vitória do Eixo no conflito, que se arrastou até 1945.

ÚLTIMAS POSTAGENS

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui