Animais raros dos quais você provavelmente nunca ouviu falar

Difícil pensar que ainda hoje existam certos animais terrestres quase desconhecidos por grande parte da população mundial. Mas algumas espécies desses bichos são realmente raras e quase ninguém tromba com elas por aí… dá uma olhada!

Macaco Roloway – Essa espécie de macaco é encontrada apenas em uma pequena parte do leste da Cosa do Marfim e nas florestas de Gana. Além de raro, esse primata integra a lista dos 25 mais ameaçados de extinção no mundo. O motivo: destruição acelerada de parte de seu habitat, caça ilegal para subsistência e comércio desses bichos.

Nothern Bald Ibis – Em tradução livre: Ibis Careca do Norte. Também conhecida como Bald Ibis ou Waldrapp, essa ave é comum no Marroco e na Síria. Já foi muito comum no Oriente Médio, mas atualmente quase não é vista por lá. Também está severamente ameaçada de extinção. A mudança climática, a caça em excesso e o uso de pesticidas seriam os principais motivos.

No Antigo Egito era conhecida como “ibis cristada”, e sua imagem aparece em antigos hieroglifos e artes funerárias (seu desenho está presente em diversas tumbas). Dizem que olhando bem, e usando um pouco a imaginação, a crista dessa ave quando abaixada lembra um antigo cocar egípcio.

Gooty Tarantula – Conhecida no meio científico como Poecilotheria metallica, essa espécie de tarântula reflete um brilhante tom de azul metálico. O habitat natural dessa aranha é uma peqena área da floresta de Andra Pradesh, no sul da Índia . Foi descoberta pela primeira vez na cidade de Gooty, por isso ficou conhecida popularmente por esse nome. Seus apelidos mais famosos são: tarântula metálica, aranha pára-quedas e tarântula pavão.

Também ameaçada de extinção, por causa da degradação de seu habitat e do desmatamento da floresta para obtenção de lenha – além de seu comércio como animal exótico. Não se sabe exatamente quantas tarântulas dessas ainda existem, mas estima-se que o número seja extremamente baixo.

Funnel-eared bats – ou morcego orelha de funil, é uma espécie encontrada do México ao Brasil e nas ilhas caribenhas. Possuem caudas extremamente longas e, como seu nome popular sugere, orelhas no formato de funil. São pequenos – medem entre 3,5 e 4,5 centímetros de comprimento – , e podem apresentar coloração marrom, cinza ou avermelhada.

Como muitas outras espécies de morcegos, se alimentam de insetos e vivem em cavernas. Estes pelo menos estão livres da ameaça de extinção.

Angel shark – Em português, tubarão anjo. Uma espécie de tubarão bem incomum por possuir corpo achatado e nadadeiras peitorais amplas, o que lhe confere uma aparência muito semelhante ao de uma arraia. Embora habite o fundo dos oceanos e pareça inofensivo, pode causar ferimentos profundos por causa de sua forte mandíbula e dentes afiados. Costuma morder mergulhadores que se aproximam demais de sua cabeça ou seguram sua cauda (sinceramente, quem pensaria em fazer isso?). Mas não costuma atacar sem motivo. Sua carne é comumente usada como isca para atrair caranguejos.

Boni Giant Sengi – Também conhecido como elefante mussaranho, esse bichinho peculiar pode ser encontrado apenas na floresta Boni-Dodori, no Kenya. Floresta que vem sendo fortemente devastada. A importância da preservação dessa área foi reconhecida muito recentemente, devido à sua inacessibilidade e à falta de estudos realizados na região. Mas tudo indica que a espécie ainda não se encontra sob risco de extinção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *