forbrukslån på dagen | forbrukslån på nett | søke om forbrukslån

Dicas para comprar passagens aéreas mais baratas

Os brasileiros estão voando mais nos últimos anos. Confira algumas dicas para gastar menos nas passagens aéreas.

Mesmo com o agravamento da crise econômica, com redução do crescimento e aumento do desemprego e da inflação, os voos domésticos e internacionais continuam sendo uma boa opção da classe C para deslocamentos de médio e longo percurso. É possível, porém, economizar nas viagens, comprando passagens aéreas mais baratas.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

A primeira dica é esquecer os pacotes de viagem: escolha um destino e, em seguida, procure as possibilidades de hospedagem e passeios. Não é necessário definir um local específico; basta acessar a internet e pesquisar cidades com praia, Europa ou neve no Sul, por exemplo. A partir do ponto inicial, as passagens aéreas poderão ser escolhidas de acordo com o preço. Isto garante uma boa economia.

Quem ainda acha que as passagens rodoviárias interurbanas são mais baratas precisa fazer algumas contas: uma viagem de ônibus de São Paulo para Natal, por exemplo, tem duração de três dias. Além do preço da passagem, é preciso computar os gastos necessários para o deslocamento: refeições, lanches, banhos, etc. Em um avião, todas estas despesas já estão embutidas, além do benefício óbvio: a chegada é muito mais rápida.

Os preços das passagens aéreas

A venda de bilhetes aéreos esconde muitos diferenciais. Independente da classe escolhida (primeira ou executiva), os preços variam bastante, de acordo com o horário e data de compra. O grupo de assento também ajuda a determinar o preço. Quem tem datas de embarque mais flexíveis pode obter bons descontos.

No grupo de assento, fique atento. Muitas linhas aéreas cobram mais (ou menos) por poltronas no corredor e na janela. As passagens mais baratas geralmente são para as poltronas do “miolo”: a fila central, em que o passageiro precisa conviver com dois “colegas” durante o voo, um de cada lado.

As passagens aéreas também são mais caras para quem quer viajar perto da cabine do comandante ou das portas de saída (inclusive de emergência). O viajante precisa saber que não existe nenhuma vantagem em voar nestes locais.

Estes valores são embutidos nas “taxas de embarque”, e não no custo da passagem aérea. Portanto, além de verificar o preço, sempre é necessário verificar as tarifas praticadas no check-in. Em geral, as despesas extras são cobradas dos passageiros que adquirem os voos com antecedência (mais de 15 dias) e dos que usam a milhagem adquirida em cartões de crédito.

Promoções de passagens aéreas

Muitos sites oferecem comparativos de preços das passagens aéreas: Submarino Viagens, Decolar, Voopter, Viajanet, Skyscanner e outros. As páginas localizam passagens da TAM, Gol, Azul, Webjet, Ocean Air e Trip. Os preços, no entanto, podem ser diferentes dos apresentados nos comparativos: sempre confira os valores nos sites oficiais das aéreas.

Porém, muitas promoções de passagens aéreas são disponibilizadas apenas em alguns sites – elas nem são citadas nas páginas eletrônicas das companhias. Os comparativos virtuais, no entanto, às vezes funcionam como agências de viagens e cobram algumas taxas que podem tornar o bilhete caro demais.

Sites de compras coletivas são uma boa opção para comprar passagens aéreas mais baratas: eles vendem os bilhetes “no atacado”. É importante verificar as condições: necessidade de completar a quota de vendas, exclusão de determinados dias, horários e períodos do ano, etc.

As empresas têm oferecido promoções-relâmpago de passagens aéreas inclusive nas redes sociais. Elas ocorrem especialmente nos finais de semana. Quem está planejando uma viagem de avião precisa ficar atento a elas e aos limites do desconto: findo o prazo, as passagens para o voo continuam sendo vendidas normalmente – mas, pelo preço de tabela.

Um truque bastante empregado pelas empresas aéreas e agências de turismo é conceder descontos em apenas um trecho da viagem. Mesmo que seja um “bate-e-volta”, é importante verificar o valor da passagem de retorno: em alguns casos, a passagem aérea de ida é muito barato (R$ 100, por exemplo); porém, é compensado na volta (no nosso exemplo, pode chegar a R$ 500).

Sempre que se tratar de promoções de passagens aéreas, leia o regulamento integralmente. As exigências e impossibilidades geralmente estão escondidas nas letras miúdas do contrato. Tempo mínimo de permanência, horário de retorno, trocas (de dia e horário) e cancelamentos podem determinar a perda do desconto.

Melhores Dias e horários para comprar passagens mais baratas

Os principais descontos oferecidos pelas companhias aéreas, obviamente, são para os voos menos concorridos. Viagens que partem das 10h às 16h e também as terças e quartas-feiras e sábados são mais baratas, já que a procura é menor. É importante observar que, nas grandes e médias cidades, existem opções de voos em todos os dias da semana.

É preciso observar o horário de chegada. Muitas companhias aéreas oferecem voos noturnos para diversas cidades brasileiras, mas pode ser arriscado desembarcar durante a madrugada; com a violência urbana, sempre em alta, o barato pode sair caro. O traslado até o destino final (vans, táxis, micro-ônibus, etc.) deve entrar no cálculo do preço da passagem.

A permanência no destino ajuda a determinar passagens aéreas mais baratas. Em alguns casos, ficar um ou dois dias a mais garante boa economia.

A internet veio ajudar os viajantes. O horário de comprar as passagens aéreas faz a diferença. Entre meia noite e 5h, os preços são mais baixos do que em uma pesquisa nos sites das companhias realizada entre meio dia e 14h.

Quem precisa viajar com urgência paga mais por isto. Comprar uma passagem aérea com embarque para o mesmo dia, ou o dia seguinte, sai mais caro do que adquirir o bilhete para uma viagem dez ou 15 dias depois.

Planeje, com boa antecipação, o retorno da viagem, seja de lazer, seja de negócios. Neste quesito, o domingo é o grande vilão: uma passagem aérea pode custar até o dobro se a volta para casa for definida para este dia. O melhor é definir o sábado ou a terça-feira, para economizar entre 20% e 50% no valor das passagens aéreas.

Milhagem

Os brasileiros, como regra geral, já aprenderam a utilizar as milhas acumuladas nas compras com cartões de crédito para comprar passagens aéreas. Mesmo assim, o desperdício ainda é grande. Os programas de fidelidade possuem regras próprias, que variam de acordo com a operadora financeira.

Para fazer bons negócios e conseguir passagens aéreas mais baratas, é necessário conhecer as “regras do jogo”. Alguns cartões de crédito estabelecem prazos de validade: encerrado o período de aquisição, as milhas obtidas simplesmente são canceladas.

Em outros, a utilização não é permitida na alta temporada ou em determinados dias da semana. Quem voa com frequência deve utilizar as milhagens nos trechos mais longos (consequentemente, mais caros), para economizar bastante nas passagens aéreas.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.