Como seria um elevador espacial

Já que viagens espaciais ocorrem com que frequência, por que não minimizar os custos? Esse é o objetivo do futuro elevador espacial.

Os projetos já existem, e as previsões para coloca-los em prática é 2031. O elevador espacial está sendo planejado para levar pessoas e materiais ao espaço, através de um grande e resistente feixe, o que fará as despesas de viagens (atualmente feitas por meio de ônibus espacial) caírem até 90% ou mais.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Desde antes dos anos 90 o plano existe, mas foi consolidado somente nessa época, quando descobriram os nanotubos de carbono para compor o feixe. Existe até um concurso que premia cientistas que mostram novas propostas para a produção do elevador. O cabo precisa ter mais de 35 mil km para permanecer estendido, portanto a dificuldade no projeto é saber com fazer esse feixe tão extenso e o modo de fornecer energia com a potência necessária. Tudo custará em torno de R$ 35 bilhões.

Viagem ao espaço

1. O elevador espacial terá sua base móvel e flutuante localizada no do mar. Neste dispositivo será possível realizar manobras e mudar a posição do eixo para que não se choque com objetos no espaço, sempre mantendo proximidade com a linha do Equador.

2. O cabo em si terá estrutura plana nos lados e curva nas bordas, para facilitar a movimentação do elevador. O material é muito leve, cem vezes mais resistente que aço.

3. Com mais de 35 mil quilômetros de altitude o cabo se manteria estendido e estável. O centro de massa do cabo ficaria perpendicular a eixo de rotação da terra, fazendo com que o eixo nunca se quebrasse.

4. Para fornecer energia a uma estrutura tão extensa e forte, um laser de 2,4 MW será lançado da base no mar durante a elevação do dispositivo. Quanto mais alto, menos energia, pois a pressão do ar e a gravidade ficam menos efetivos lá em cima.

5. Além de uma base em terra o elevador precisará de algo na parte final para manter a estabilidade. Algumas opções são: um asteroide na ponta do cabo ou uma estação espacial. Assim, além do envio de satélites e partes de equipamentos, poderá ser feito o envio de pessoal, que terão uma chegada bem mais confortável em uma estação espacial.

O desenho do dispositivo ainda não está definido. Provavelmente haverá dois captadores de luz, proveniente do laser e movimentadores para deixar o eixe alongado. O espaço central será projetado para carregar pessoas ou apenas cargas.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.