Como é feita uma autópsia

Para saber causas da morte, ou para estudar doenças raras, este exame também chamado de necropsia, é feito através de aberturas no crânio, no tórax e no abdome.

Esse tipo de exame não é feito sempre que uma pessoa morre, apenas em alguns casos específicos: morte suspeita ou violenta, morte natural por falta de médico, doença inexplicável e estudo de doença rara. Este último é mais frequente em locais acadêmicos.

Como é feita uma autópsia

Passo-a-passo

1. Depois que a família reconhece o corpo, ele ganha um número de identificação que faz menção ao RG e Boletim de Ocorrência. A Polícia Científica, responsável pela pelas perícias fica com roupas e objetos pessoais. Para começar o corpo é lavado e pesado.

2. A análise externa do corpo é o passo inicial. O médico legista e seu auxiliar buscam tatuagens ou cicatrizes para identificação, marcas de violência como arranhões, marcas de balas ou machucados. Todos os fragmentos encontrados são documentados pelo IML.

3. Em seguida, cavidades são abertas para início do exame interno, que analisa os órgãos por dentro. Um corte é feito, da altura do pescoço até o púbis e ganha formato de I, T ou Y. Dessa forma o médico-legista examina o abdome e o tórax.

4. Órgãos importantes são retirados para analise e podem ajudar a descobrir a causa da morte. Geralmente o pulmão, coração e estômago (caso haja envenenamento) são retirados. A analise é tanto geral quanto microscópica e os resultados são cruzados no final.

5. Depois do tórax vem a vez do cérebro. Nesta parte do processo, o couro cabeludo é cortado de uma orelha a outra e o cérebro é retirado. Para removê-lo, uma serra elétrica é usada para “destampar” o crânio. Os nervos ligados aos olhos e outros nervos ligados ao corpo são cortados para que o cérebro possa sair.

6. No fim, os órgãos voltam para seu lugar e o corpo é costurado. As partes pequenas usadas para análise são queimados. A costura vai do começo ao fim dos rasgos de forma contínua e é escondida pelas roupas e pelo cabelo no momento do enterro.

7. Todo o processo pode chegar à 8 horas em casos mais trabalhosos. No fim de tudo, o IML entrega à família uma Declaração de Óbito, que contém nome da vítima e motivo da morte. Assim a família pode ir a um cartório pegar a Certidão de Óbito.


GRÁTIS: Receba atualizações por Email:

Cadastre seu email e receba atualizações do Blogadão no seu e-mail. É grátis!

Comente no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 comentários

    Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.