Como as grandes religiões veem a morte

A morte faz parte do ciclo da vida. Alguns de entristecem, outros se alegram por se tratar de um novo processo. Veja como as religiões encaram esse momento.

1. Budismo

Os budistas entendem a morte como parte da vida, embora sofram pela perda. O corpo fica perto de onde foi a óbito e acendem-se velas e incenso no local, ou em casa, onde são feitas as orações. O rosto do falecido recebe um pano branco. Para apaziguar os familiares e amigos, um monge budista recita textos sagrados de conforto.

como religiao lida morte

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

2. Cristianismo

Para os praticantes desta religião, a alma dos mortos segue para o paraíso ou o inferno. Os católicos acreditam que depois da morte existe um purgatório. Para outros cristãos, há apenas um sono profundo que dura até o Juízo Final. Os cristãos sofrem a perda, e são consolados por pessoas próximas. Eles rezam pela alma do moribundo, para que seja livre dos pecados e chegue ao céu.

– Quando um católico está à beira da morte, é ungido por um padre, com óleo dos enfermos, e orações sobre perdão do espírito. De acordo com as tradições do catolicismo, o falecido precisa ser bem lavado, perfumado e bem vestido.

3. Hinduísmo

Os hindus creem na reencarnação, até que o espírito seja livre. O próximo corpo – humano ou animal – depende dos comportamentos em vida. Quando alguém morre, começam os rituais para livrar a alma do corpo terreno, que na maioria das vezes é cremado.

– Para iniciar o desprendimento, antes de morrer, o moribundo fica ao ar livre, no chão com a cabeça em direção ao sul. Antes de ser vestido com roupas de festa, o corpo é lavado e untado com pasta e óleo de sândalo. As mulheres recebem penteados e os homens são barbeados. Um pano recobre todo o corpo, com exceção do topo do crânio.

4. Islamismo

Para os mulçumanos, tanto o nascimento quanto a hora de partir depende de Alá. Eles vivem de acordo com o que aprendem sobre Deus, e não sofrem à espera da morte. Os islâmicos acreditam que aqueles morrem em combate, em lutas pela fé vão direto para o céu, enquanto os outros passam por um ritual de reconhecimento do poder de Deus.

– O morto é lavado por parentes do mesmo sexo, preparado e perfumado. Os familiares e amigos proferem uma oração para afastar o demônio e exaltar Alá como único deus, para que o falecido saiba que deve encontrá-lo no paraíso.

5. Judaísmo

Para os judeus, o momento da partida é natural, pois eles estão apenas de passagem por essa vida, como hóspedes ou visitantes. A alma permanece, mesmo que o corpo morra. Caso tenham sido bondosos em todos os aspectos, são recompensados do outro lado. Para chegar livres de coisas mundanas, é preciso alguns rituais.

– No lugar onde o judeu morreu, amigos e parentes abrem as janelas, e retiram todos os acessórios do falecido que reflitam o mundo, como brincos e chapéus. O caixão é providenciado rapidamente, e deve ser de madeira, do tamanho ideal, um pano preto como forro, com a estrela de Davi estampada. Os caixões são padronizados para lembrar que todos são iguais perante a morte.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.