Curiosidades Qual a origem da lua de mel?

Qual a origem da lua de mel?

Lua de mel é o período imediato ao casamento, quando os noivos estão curtindo as delícias do “enfim, sós”. Mesmo para os que comeram o lanche antes da hora do recreio, é o primeiro momento em que marido e mulher, além de outras versões modernas de casais, começam a vivenciar o dia a dia em comum. Conheça mais sobre qual a origem da lua de mel.

Uma das versões mais antigas para o termo lua de mel surgiu na Babilônia, há mais de quatro mil anos. O pai da noiva dava hidromel (uma mistura de mel e água ou aguardente) para o genro beber no primeiro mês de casamento (o calendário era lunar, portanto o noivo consumia a bebida por uma lua, para aumentar a fertilidade e gerar filhos homens, desejo mais que comum numa sociedade patriarcal). Os persas acreditavam que a primeira lua o casamento é de mel, mas a segunda é de absinto (uma bebida amarga e alucinógena).

Entre os hebreus, não há citações sobre a lua de mel, mas os dias seguintes ao casamento eram especiais. O Deuteronômio (um dos livros que formam o Antigo Testamento ou Torá judaica) determina que homens recém-casados não serão mandados à guerra, mas ficarão em casa para fazer a felicidade da mulher.

Entre vários povos antigos, como os etruscos, que habitaram a Itália antes dos romanos, era comum que o noivo raptasse a noiva e a mantivesse oculta durante um mês, no qual oferecia mel à moça de seus anseios, para adoçá-la a fim de atingir seu objetivo: obter os favores sexuais. Frequentemente a jovem ficava grávida e a família tinha que aceitar a união.

Na Roma antiga, era costume derramar gotas de mel na soleira da porta da alcova nupcial, para que os noivos tivessem uma vida doce, e entre os germanos era comum os noivos beberem hidromel ao luar, depois da cerimônia de casamento. Entre os irlandeses, na idade média, a bebida do brinde era feita com mel e malte.

No Ocidente, o costume de viajar em seguida ao casamento surgiu na Inglaterra, no século XIX, tomado de empréstimo a uma tradição indiana, então colônia britânica. A moda logo se espalhou pela Europa.

Não importa a origem, a lua de mel deve ser romântica, com muito sexo e aconchego. Afinal, ela é uma das primeiras frases daquelas histórias que terminam com um “e viveram felizes para sempre”.

ÚLTIMAS POSTAGENS

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui