Quais os melhores pilotos de Fórmula 1 de sempre?

Faltam poucos dias para assinalar o 25.º aniversário do falecimento de Ayrton Senna, e essa será sem dúvida uma ocasião para fazer a pergunta: quais são os melhores pilotos de Fórmula 1 de sempre? Ou antes, haverá alguém que possa estar à altura do brasileiro?

Ayrton Senna

A Fórmula 1 moderna passa por uma grande transformação. Por um lado, orientações de negócio diversas causaram uma perda de popularidade; por outro, as próprias mudanças tecnológicas estão fazendo com que novas categorias, em especial a Fórmula E, cresçam bastante e à sua custa. Isso apesar do esforço dos novos donos da F1, a Liberty Media, em divulgar o esporte. Hoje em dia até já é possível encontrar apostas sobre F1 no NetBet Sport e em outros sites de apostas.

Vejamos rapidamente quem poderiam ser os melhores pilotos de sempre, junto com Senna.

Alain Prost

Ayrton Senna e Alain Prost

Piquetista não gosta de Senna, e Sennista não gosta de Prost. Mas os números não mentem. O cara venceu 51 corridas em um tempo que as falhas mecânicas eram bem frequentes e não tinha mais que 16 corridas por ano. Além de seus 4 títulos, foi vice-campeão por 4 vezes. Foi o cara que venceu mais provas em uma só temporada por 7 vezes; e podia facilmente ter sido campeão em 1981 e 1982. Alain Prost foi o único piloto que conseguiu vencer Senna enquanto colega de equipe; Senna foi o único colega de equipe que conseguiu vencê-lo, também.

A grandeza de Senna mede-se muito pela comparação com o genial Alain Prost.

Michael Schumacher

Michael Schumacher

Esse foi o piloto que trouxe a Fórmula 1 para o século XXI. Se Senna fazia preparação física, Schumacher duplicava; se Prost fazia gestão de corrida, Schumacher já trazia experiência de carros de turismo (lembra o GP Espanha 1994?); se Piquet testava sem parar, Schumacher mobilizou a Ferrari para trabalhar só para ele por 11 anos. Até hoje, é ele o padrão de referência. Os recordes estatísticos são consequência disso.

Jim Clark

Michael Schumacher

Cada época tem seus heróis. Clark morreu ainda jovem, em um acidente aos 32 anos, em 1968. Todos seus contemporâneos, incluindo Juan Manuel Fangio, afirmam que Clark era o mais virtuoso que já tinham visto. Sua temporada de 1965 foi provavelmente a melhor temporada de sempre de um piloto de corridas. Entre 1958 e a década de 80, podemos afirmar que ele foi o grande ícone.

Juan Manuel Fangio

Juan Manuel Fangio

O argentino venceu campeonatos em quatro equipes diferentes (ninguém venceu em mais de duas diferentes). Venceu quatro títulos consecutivos; só quarenta anos depois um piloto (Alain Prost) conseguiria ao menos vencer dois consecutivos. Venceu 47% das corridas em que participou; ninguém chega nem perto disso. Aliás, Fangio possui todos os recordes estatísticos em porcentagem, o que revela bem o que foi seu domínio durante suas oito temporadas de Fórmula 1.

É isso aí: Fangio participou em oito campeonatos completos (falhou 1952, lesionado por acidente) em venceu… cinco. Já falámos que ele tinha 39 anos quando a F1 começou, em 1950, e 48 quando se retirou? E já descrevemos a incrível vitória no GP Alemanha 1957, que provavelmente foi a melhor performance de sempre de um piloto em uma corrida?

Não foi por acaso que Hamilton falou que Fangio é o padrinho do esporte.

Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente