forbrukslånhjelpen | forbrukslån | forbrukslån

Vídeo de escrivã despida por policiais cai na internet

Vídeo no Youtube mostra escrivã despida a força por policiais.

O episódio da escrivã sendo revistada por suspeita de corrupção aconteceu em 2009, no 25º Distrito Policial, em Parelheiros, zona sul de São Paulo e só agora se tornou público. O vídeo da escrivã despida à força por policiais caiu na internet esta semana.

Havia uma suspeita de que a mulher teria cobrado R$ 200,00 de um suspeito para liberá-lo. Os policiais que já estavam investigando o caso surpreenderam a escrivã. Após se negar em tirar a roupa, ela foi algemada e teve a calça e a calcinha tiradas à força por três pessoas. O dinheiro do suborno estava dentro da sua calcinha. Tudo foi filmado.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

A grande polêmica está na forma como a revista foi feita. Muitas dizem que os policiais agiram corretamente, já outros afirmam que houve truculência e erro no procedimento. E você, qual sua opinião?

Veja o vídeo e depois comente.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

19 Comentários

  • eles agiram de má fé pois ele não poderiam ter filmado, se eu fosse ela eu os denunciaria por abuso de autoridade e danos morais pois isto que eles fizeram foi errado isto é o que eu penso, mesmo que ela tem participado de algo, o certo mesmo era apenas policiais mulheres que eram para ter feito a vistoria e não era para ter filmado. concordam comigo ou eu estou errado comentem

  • Eu tenho certeza que se fosse prá revistar um homem, este delegadozinho de meia tigela jamais teria feito a revista como fez com ela, ou seja ganhando no grito e usando gírias como pode meter o grampo nela e eu sou o condutor de sua cana. E ela jamais se recusou a ser revistada apenas pediu o que era de diereito ser revistada por mulheres. E foi algo armado pois até as notas eles fizeram cópias, por tanto crime não se combate com crime e se não fosse o vídio cair na net e ser divulgada pela Bandeirante o caso estaria ainda hoje abafado. A lei tem que punir também estes bandidos travestidos de policiais.

  • vergonso,humilhante,sinto vergonha de se brasileiro,claro que ele queria ver ela nua,ta na cara esse crapula tem qu ser espulço de corporação se fosse minha mulher ele tava morto pode ter certeza sem comentario isso foi absurdo

  • Policiais podres, só queriam ver ela pelada, além do mais, como é de costume da Civil, podem muito bem terem plantado as notas na roupa dela, isso é a coisa mais comum para eles. Se ela é acusada e tem provas, porque não fizeram de forma diferente sem agressão??? Ela mesma disse que poderia ser mulher a revista-la, mas não, os podres queriam ver ela nua!!! Pronto, essa escória da polícia conseguiu o que queira!!! PARABÉNS AOS PODRES E TARADOS!!! O pior é que nada vai acontecer com eles!!! Por isso que fazem!!! Gente, vestiu farda já era…

  • A escrivã não tentou se preservar da humilhação e sim de ser presa pelo suborno que escondia na calcinha. Pois se a humilhação fosse realmente a preocupação dela, a escrivão teria entregado a propina, confessado ao delegado o ato de corrupção e daí sim poderiam esperar pelos próximos atos legais a serem tomados.

  • eu já sofri com abuso de policiais, sei muito bem como é, esse vídeo mostra como alguns policiais agem, quando tem o poder nas mãos. a policia não merece e esta perdendo cada vez mais a confiança da população. por causa destes maus policiais. não podemos confundir policia com poder, nós cidadãos temos que ser respeitados e não espancados.OS VERDADEIROS LADRÕES TODOS NÓS SABEMOS ONDE ESTÃO.

  • O que ocorreu (neste vídeo) é simplesmente um absurdo, pois em nenhum momento, a “escrivã” fez objeção em ser revistada,o que enfatiza na verdade, o interesse “animal” de vê-la nua, pois se observar-mos nas imagens, são vários homens e mulheres, as quais, militares que estavam em serviços, sendo assim, elas poderiam ter revistado a moça.
    Nesse caso em particular, as autoridades ali presentes, jugaram e condenaram a escrivã a pior das sentenças, que é a de não poder ter uma defesa justa, “aquela” que se faz presentes nas mais primitivas sociedades.
    EU em particular, questiono se esses “tais” serventuários da nosso polícia (políca brasiliera), teriam o mesmo comportamento, ou seja, se iriam tirar a roupa de uma mulher, nestas condições se ela fosse (com todo respeito, mas a carater de exemplo), uma mulher negra, com um biotipo não considerado bonito, para os padrões sociais.
    O crime que esta moça cometeu, tem previsão legal para a sua punição, mas é interessante enfatizar que para as pessoas que ali estavam também, pois foi um crime, que a nível de impacto social, foi maior do que a da escrivã.
    Cláudio Henrique (Consultor Comercial – Comércio Exterior)

  • No caso, como não houve couperação da acusada e tinha possibilidade da reação contra a PMFEM e Guarda Civil presente o masculino se exedeu apartir da hora em que ele colocou as mãos para tirar a roupa da acusada, esse trabalho teria que ser das mulheres presentes na sala, ou poderiam aguardar reforço feminino para só assim executar a revista!!

  • Acho um absurdo a forma como a escrivã foi revistada, nos dias de hoje, com salario mal pago, o policial se corrompe, e Policial corrupto tem que ir pra cadeia sim, e diante de tal situação, os Policiais poderiam sim ter esperado a chegada de uma policial feminina pra que se procedesse a revista, foi onde cometeram o grave erro, e agora a pergunta, ela foi presa por corrupção; E COM ELES E QUE FOI QUE ACONTECEU???
    S e até a CORREGEDORA FOI AFASTADA, GOSTARIA DE SABER SE PAGARAM PELO ERRO DELES.

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.