Trânsito brasileiro: Mais um sangrento feriado prolongado

Por que há tantas mortes, acidentes e atropelamentos no trânsito brasileiro? Por que tantas mortes nos feriados prolongados nas rodovias federais? Logo o brasileiro que é tido pela maioria da população mundial como um povo alegre e hospitaleiro, gentil e educado, mas não é isso que se vê no trânsito. O que se vê é muita violência, impaciência, embriagues por parte dos motoristas e o resultado de tudo isso é a morte de famílias inteiras, pedestres e motoristas de todas as faixas etárias.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

“Se beber não dirija” este é o slogan da campanha do governo federal contra os motoristas que se embriagam e dirigem sem qualquer responsabilidade nas rodovias federais, ou nas ruas das cidades onde o trânsito de pedestres é maior, aumentando assim o risco de morte de pessoas inocentes. Mas por mais que se alerte sobre os riscos, o índice de acidentes de trânsito relacionados à bebida só aumenta.

Especialistas dizem que o código de trânsito brasileiro deve ser revisto e alterado, pois existem leis brandas demais que incentivam e causam displicência por motoristas irresponsáveis. Alguns mais radicais declaram que não deveríamos ter essa lei dos vinte pontos que se pode perder na carteira de habilitação, deveria baixar para dez, assim o motorista que cometer uma ou duas infrações graves já corre o risco de perder definitivamente sua habilitação, isso poderia inibir a e causar uma grande diminuição nas infrações leves.

Outra alteração que deveria ser feita no código de trânsito brasileiro, defendida no congresso nacional é a anulação do percentual do nível alcoólico permitido, deputados defendem que deveria ser expressamente proibido beber para dirigir, qualquer que fosse o nível alcoólico detectado, mesmo que fosse apenas uma lata de cerveja consumida pelo motorista, o mesmo deveria ter seu carro apreendido e pagar uma multa de valor elevado para que haja uma inibição e um respeito pelo código de trânsito e um respeito maior pela vida dos próprios motoristas ou de outras pessoas.

Mas apesar de todas as falhas e imperfeições que possuem o código de transito brasileiro. É notório que está havendo uma mobilização nos direitos e nos deveres dos motoristas brasileiros. O fato é que nunca chegaremos num código perfeito, só chegaremos à perfeição no trânsito quando todos os motoristas se conscientizarem de sua responsabilidade com as leis, com os pedestres e com a sua cidadania, pois dirigir com responsabilidade é um ato de plena cidadania.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.