Tablet Breeze 2, configuração modesta

Pouca potência para a segunda geração do Breeze.

O Breeze 2 é um tablet que mescla qualidades com inúmeros defeitos. Seu principal destaque é a execução de vídeos em 1080p em diferentes formatos e em arquivos diferentes. Existe uma porta USB que permite a conexão pen drives ou teclados. Porém, a lista de atributos positivos tende a acabar por ai, os defeitos tomam conta do aparelho, como a tela com baixa qualidade e por não contar com uma loja de aplicativos.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

A configuração do Breeze gera opiniões diferentes. A unidade principal de processamento é a Rockchip RK2918, que utiliza um núcleo Cortex A8 com clock de 1,2 GHz, praticamente a mesma presente no system-on-a-chip A4 do iPhone 4. Mesmo com clock maior, o Cortex A8 não tem tanto poder de fogo e possui apenas um núcleo, além de sofrer com a tela de alta resolução e o sistema operacional pesado. Em apenas 512 MB de memória RAM, o A8 tem a tarefa de executar o Android, resultando em atrasos em quase todas as tarefas, nada que atrapalhe a fluidez do sistema, mas que pode gerar desconforto em usuários mais exigentes.

Em detrimento ao padrão do mercado em se preocupar somente com a CPU, a Rockchip desenvolveu uma GPU integrada ao chip de processamento do Breeze. O resultado são vídeos executados em 1080p e jogos com gráficos relativamente bons e sem problemas de travamento.

Completando o hardware do Breeze está um dos maiores pontos fracos do tablet, sua pequena memória interna. Com apenas 4 GB de capacidade de armazenamento, vídeos em 1080p são praticamente solitários no aparelho. A AOC, fabricante do Breeze, incluiu um slot para cartões microSD com capacidade para até 32 GB.

Saindo das limitações físicas, começam os problemas na parte do software e a maior delas é o sistema operacional. O Breeze 2 utiliza o ultrapassado Gingerbread, Android 2.3, voltado para smartphones. O fato pode ser explicado pelo tamanho reduzido da tela do tablet, mas a versão do Gingerbread utilizada é a 2.3.1, onde atualmente ele está na 2.3.7. O número de aplicativos pré instalados também é um ponto fraco, destacam-se o Shelves, leitor de e-books e o ConfigFácil, organizador de atalhos.

O AOC Breeze 2 está mais para um smartphone gigante do que para um tablet pequeno. Suas limitações são inúmeras e as qualidades poucas. Seu preço sugerido é de R$ 899.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.