Sexo faz bem para a saúde

E a falta de sexo faz mal. É o que dizem os especialistas em saúde física e mental.

O sexo é uma atividade básica da maioria dos animais, assim como respirar e alimentar-se, mas entre os seres humanos, o sexo é também uma atividade psicológica que proporciona bem-estar, melhora o humor e aumenta a autoestima: à necessidade física, alia-se o conforto psicológico. Médicos afirmam que quem tem uma vida saudável também tem uma vida sexual satisfatória. Noutras palavras, sexo faz bem para a saúde.

Sexo faz bem para a saúde

Mas de que forma o sexo faz bem para a saúde? A atividade sexual regula a produção dos hormônios, aumenta a imunidade do organismo, estimula os potenciais criativos, fortalece o relacionamento, libera endorfinas (substâncias relacionadas ao prazer), ocitocina (que atua contra a dor) e prolactina (que melhora o olfato), atenua tensões localizadas, enrijece alguns músculos (como pernas, glúteos e abdômen e os músculos que da bexiga, prevenindo contra incontinência urinária) e é uma excelente combinação de exercícios aeróbicos e anaeróbicos.

O sexo aumenta a frequência cardíaca e, atingido o orgasmo, proporciona um excelente relaxamento e regula o sono. Mais vantagens? Uma relação sexual consome cerca de 100 calorias e, para as mulheres, atenua os efeitos da menopausa e reduz a celulite, ao ativar a circulação sanguínea. Uma mulher grávida exposta ao sêmen corre menos risco de pré-eclâmpsia. Em tempo: o sexo não substitui a atividade física, apenas complementa.

A falta de sexo, ao contrário, faz mal. Se não for uma decisão muito bem refletida, a abstinência sexual provoca recalques. Quem tem o desejo sexual e o reprime pode desenvolver doenças psicossomáticas, como gastrite, úlcera, bronquite e estresse. Estudos relacionam, entre as causas do infarto do miocárdio, a falta de sexo. Uma publicação da New England Research revela que o sexo regular reduz o risco de problemas cardíacos em até 45%.

Mas nem tudo é perfeito. Uma relação sexual ruim provoca insatisfação e, se a rotina não for vencida, pode levar até à depressão. Os casais devem tomar providências rápidas para melhorar a qualidade do sexo.

Não existe uma frequência específica para as relações sexuais; os parceiros devem procurar estabelecer o seu próprio ritmo, mas estima-se que o ideal é que as relações sexuais ocorram entre três e sete vezes por semana.

Para os solteiros, um lembrete: a masturbação proporciona quase todos os efeitos benéficos da relação sexual e não tem contraindicações. Nas relações sexuais casuais, use preservativo. Sexo é natural: os tabus que envolvem o assunto é que são artificiais.


GRÁTIS: Receba atualizações por Email:

Cadastre seu email e receba atualizações do Blogadão no seu e-mail. É grátis!

Comente no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 comentários

    Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.