A caminho de Santiago de Compostela

Há mais de mil anos, peregrinos se dirigem a Santiago de Compostela, para venerar os restos mortais de São Tiago.

Santiago de Compostela é uma cidade espanhola, capital da Galícia, famosa por sua catedral, que, de acordo com a tradição católica, abriga os restos mortais de São Tiago, um dos discípulos de Jesus, que teria cristianizado a península Ibérica. A cidade nasceu em função da peregrinação; antiga colônia romana, o povoado se organizou entre 820 e 835, logo depois que os restos presumidos do apóstolo foram encontrados.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Com o afastamento dos romanos, a área foi transformada em cemitério (composita tella, terra bem ajeitada, um eufemismo para cemitério) e, de acordo com a crença, um eremita viu luzes no local durante a noite e alertou o bispo local, que encontrou os ossos. Outra possível origem do nome é campus stellae, campo de estrelas.

O primeiro peregrino famoso foi Afonso II, rei das Astúrias. Precisando de apoio político, o soberano visitou o local e anunciou por toda a Europa a descoberta de um novo centro da cristandade. Na época, o prestígio de Roma estava enfraquecido e Jerusalém, outro local considerado sagrado, ficava longe e os transportes eram precários. Depois das Cruzadas, que começaram 200 anos depois da fundação de Santiago de Compostela, Jerusalém foi definitivamente ocupada pelos turcos e tornou-se inacessível aos católicos.

São vários os caminhos de Santiago, espalhados por todo o continente europeu; eles finalmente se entrelaçam em território espanhol, nos caminhos Aragonês, da Prata, Primitivo e do Norte. Também há o Caminho Português, que segue diretamente para a cidade.

Os peregrinos chegam à catedral com os mais diversos veículos, e muitos fazem a etapa final a pé: são 750km entre Roncesvalles até a catedral, percorridos em vários dias. No trajeto, encontram-se vários templos medievais, inclusive algumas construções que abrigaram a Ordem dos Cavaleiros Templários, um mix de religiosos e guerreiros. Em Roncesvalles, ocorre a bênção dos peregrinos, logo após a missão, celebrada no final da tarde. O rito obedece a preceitos de mais de mil anos.

As peregrinações ocorrem durante todo o ano, especialmente em abril, já que os católicos homenageiam São Tiago em 30 de abril. Agências de turismo de todos os países católicos organizam pacotes de viagem para as visitas.

No livro “O Diário de um Mago”, o escritor Paulo Colho narra sua experiência místicas nos três meses que passou no caminho de Compostela. Guiado por um mago italiano, Coelho descobre as práticas do RAM (Regnum Agnus Mundi – Reino Mundial do Cordeiro, suposta ordem católica do século XV). O livro, um Best-seller mundial, atraiu outra espécie de peregrinos para a Galícia: os místicos, em busca de experiências pessoais com a consciência cósmica.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.