Remédios caseiros para impotência sexual

Para os casos mais comuns de impotência sexual, alguns remédios caseiros podem ser a solução.

A impotência sexual – ou disfunção erétil – é a incapacidade constante de obter uma ereção ou de mantê-la por tempo suficiente para a penetração e o orgasmo. Em alguns casos, o sangue que chega ao pênis não alcança o volume necessário para garantir o pênis ereto.

Lesões nos nervos também podem dificultar ou impedir a transmissão de impulsos do cérebro ao membro masculino. Em muitos casos, no entanto, o estresse, a ansiedade e a necessidade de demonstrar um bom desempenho podem estar na raiz do problema: para estas situações, remédios caseiros fazem toda a diferença.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

remedio-caseiro-impotencia-sexual

Todos os homens, em algum momento de suas vidas, sofrerão com episódios de impotência sexual, sem que tenham de tomar qualquer providência para superá-los, desde que sejam isolados. Insegurança (especialmente entre os iniciantes), retorno à vida sexual ativa após uma separação, problemas emocionais, aumento da carga de trabalho, estão entre as causas da popular “brochada”.

Caso não haja um histórico de tabagismo, hipertensão arterial, diabetes, doenças cardiovasculares e uso prolongado de alguns medicamentos, vale a pena tentar alguns remédios caseiros, sem contraindicação, aliados a exercícios e massagens.

Os remédios caseiros para impotência sexual

A aveia é rica em fibras solúveis, que ajudam a reduzir a intolerância à glicose e reduz a possibilidade do diabetes, uma das principais causas da impotência sexual. Quando o problema está no início, o consumo diário do cereal (preferencialmente integral) pode ser um bom auxiliar. Misturada com gergelim e iogurte, a aveia torna-se ainda apropriada. Outras fontes de fibras são o feijão, a lentilha e a maçã.

O azeite extravirgem é rico em ácidos graxos monoinsaturados. O consumo moderado mantém os níveis de colesterol dentro dos limites normais e reduz o risco de doenças cardiovasculares, mais comuns entre os homens, também responsáveis por quadros de impotência sexual.

O tomate é rico em licopeno; estudos iniciais da Universidade Harvard (EUA) indicam que a substância pode responder pela redução de até 35% dos casos de câncer de próstata. O licopeno também é encontrado em outras frutas vermelhas, mas, para combater ou prevenir a impotência sexual, a melhor forma de consumo é o molho de tomate.

A erva-mate é nativa da região subtropical da América do Sul. Tem propriedades vasodilatadoras e estimulantes (é tida como um afrodisíaco natural), por ser rica nas vitaminas A, B1, B2, C e E, além de sais minerais. O mate pode ser consumido quente ou frio, adoçado com mel e aromatizado com twists de laranja ou limão. Trata-se de uma bebida rica em cafeína e, por isto, seu consumo deve ser moderado, para não provocar alterações no sono.

Ginseng, leite com chocolate e canela e noz moscada (sem exagero, pois são substâncias muito ativas), germe de trigo e cevada (pode ser salpicada na carne – dê preferência aos cortes magros) ainda não foram estudados cientificamente, mas são aclamados como bons estimulantes sexuais.

Outras ervas com propriedades vasodilatadoras, que aumentam a circulação sanguínea nos órgãos sexuais e reduzem as possibilidades de impotência, são a damiana, alecrim, guaraná e manjericão. O importante é variar as receitas, para garantir um consumo diário adequado.

As folhas verde-escuro, como brócolis e espinafre, não estão diretamente associadas ao combate à impotência sexual, mas são um poderoso antioxidante e estudos demonstram que o seu consumo regular está associado a um esperma de melhor qualidade, auxiliando na fertilidade.

Superando o problema

Quando se fala em impotência sexual, é preciso lembrar que 30% dos casos estão relacionados a causas emocionais e 30% a problemas orgânicos. Nestes casos, é preciso procurar ajuda médica, mas, de qualquer forma, a alimentação balanceada e o desenvolvimento de mecanismos para manter o estresse sob controle são fundamentais para o êxito do tratamento.

Nos casos de fundo emocional, é importante inicialmente não entrar em pânico. Antes de pensar em como resolver o problema, o melhor é propor outra questão: existe realmente um problema?

Alguns homens têm problemas com a própria imagem: não gostam dos muitos pelos do corpo, sentem-se envergonhados com a barriga de chope (o abdômen saliente), o tamanho do órgão sexual. Nestes casos, alguns tratamentos estéticos e muito esforço na academia (que pode ser a piscina, pedaladas, caminhadas, corridas, etc.) podem dar conta do problema.

Com relação ao tamanho do pênis, vale lembrar que, entre os brasileiros, a medida do “órgão em riste” (o membro ereto) varia entre 13 cm e 15 cm. O pênis flácido tem medidas muito mais variadas. O importante é não se deixar levar pelas histórias de homens superdotados, com “armas” de 20 cm, 24 cm. Eles são minoria. Além disto, a principal preocupação é tornar-se um bom amante, preocupado com as vontades e necessidades da parceira. Muitas mulheres reclamam de parceiros avantajados.

Apesar do que diz o imaginário popular, os homens nem sempre estão prontos para tudo, basta um leve toque e o “amigão” já se apresenta para o serviço. Todos os seres humanos (homens, inclusive) estão sujeitos a variações, desconfortos, cansaço, preocupações. Nestes momentos, o melhor a fazer é dar um beijo de boa noite e preparar-se: amanhã será um lindo dia.

Por fim, um homem não precisa de uma ereção para satisfazer a parceira. No caso de uma falha – como já foi dito, todos experimentaremos alguns momentos de impotência sexual –, é possível lançar mão de vários jogos sexuais.

Quais são estas estratégias? Impossível dizer, apesar dos muitos manuais de sexo publicados nos últimos séculos. Cada casal precisa encontrar, em sua intimidade, os toques, beijos, mordidas e o que a imaginação ditar para saber os melhores pontos de estimulação sexual.

Alimentação variada (inclusive com o uso de afrodisíacos – que tal experimentá-los a dois?), diversão com a família, os amigos e a parceira, exercícios físicos regulares e muitas fugas da rotina: estes são os melhores remédios caseiros para impotência sexual.

Se o problema persistir, não é preciso ter vergonha de consultar um médico – afinal, ele estudou anos a fio para isto. Ninguém deixa de correr para o pronto-socorro quando tem uma suspeita de fratura ou ataque cardíaco. O pênis também faz parte do corpo humano. Mas lembre-se: o principal órgão sexual (tanto de homens, como de mulheres) é o cérebro.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.