forbrukslån | billig forbrukslån | betale depositum med lån

As regras do MMA

No início, o MMA incorporou artes marciais ao boxe e valia quase tudo. Em 2000, foram definidas as regras do MMA.

O MMA (Martial Mixed Arts, ou Artes Marciais Mistas) surgiu com a evolução do antigo vale-tudo. É uma forma de luta com contato físico pleno, em que os competidores não precisam usar a mesma modalidade: um lutador de jiu-jitsu pode enfrentar, por exemplo, um lutador de boxe tailandês. O esporte começou a ser mais difundido com a organização do Ultimate Fighting Championship, a maior organização de MMA do mundo. Há 13 anos, foram estabelecidas as regras do MMA no Estado americano de Nova Jersey. Na época, o congresso dos EUA pretendia banir o esporte, por causa da violência exibida nos octógonos, os ringues da luta, que têm 7,5 m de lateral.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Mas ainda não existe a unificação: no Canadá, por exemplo, joelhadas e cotoveladas não são permitidas nas lutas, nem a abertura de contagem quando acontece um knock-down (quando um lutador é derrubado, mas consegue se levantar).

Cada round (ou combate) tem duração de cinco minutos, com intervalo de um minuto para descanso. Em competições oficiais, são travados até cinco rounds, tanto para lutas masculinas, quanto para as femininas.

A apresentação do MMA

Os atletas devem competir com shorts previamente aprovados pela organização do campeonato, sem nenhum tipo de calçados, quimonos ou camisetas. Joias e outros ornatos também são proibidos na prática do esporte. Podem ser utilizadas joelheiras, cotoveleiras, luvas leves (que deixam os dedos descobertos). Em todas as categorias do MMA, as bandagens de proteção das mãos e tornozelos (que não são obrigatórias) devem se limitar a gazes de no máximo 15 jardas (13,7 cm) por duas polegadas (5 cm), fixadas por esparadrapo. Bandagens e luvas devem ser postas no vestiário, sob a supervisão de um inspetor.

Todos os competidores devem usar protetor bucal, inspecionado pelo médico responsável antes que os atletas entrem no octógono. Caso o protetor caia durante a luta, o árbitro pede um tempo para limpá-lo e reinseri-lo na boca do lutador, mas sem interferir no andamento do combate: deve esperar que os atletas travem, ou que haja um knock-down.

Os homens devem usar protetor genital aprovado pela comissão e as mulheres, protetor de seios. O comprimento das unhas também é verificado antes do início da luta. O uso de géis, óleos e loções, visando deixar o corpo do atleta mais escorregadio, é vetado no MMA, mas é aplicada vaselina no rosto, na presença do árbitro da disputa. Quem tenta burlar esta regra pode perder pontos e até ser desclassificado. No octógono, deve haver um balde, uma garrafa de água e um banco para cada competidor.

O placar do MMA

Apenas o médico e o árbitro podem interromper uma luta. Os juízes são incumbidos de avaliar a técnica dos competidores, anotando os agarramentos efetivos (número de quedas e reversões executadas com sucesso), trocações efetivas (número e contundência dos golpes aplicados por um competidor), controle da área de luta (identificação de quem controla o espaço e determina o ritmo da luta), agressividade efetiva (dirigir-se ao opositor, aplicando golpes permitidos pelas regras do MMA) e defesa (impedir que seja derrubado ou atingido por trocação).

Em cada round, são aplicados dez pontos. Os três juízes marcam o placar e quem atinge este número é o vencedor do round, mas, se não houver uma vantagem significativa entre os lutadores, o placar pode ser 10-10 – um empate.

As categorias do MMA

Existem nove categorias no MMA, de acordo com o peso do atleta: peso mosca (abaixo de 57 kg), galo, pena, leve, meio-médio, médio, meio-pesado, pesado e superpesado (acima de 120 kg).

Apesar de não constar das regras oficiais do MMA, os organizadores das competições permitem a tolerância de uma libra (454 gramas) nas disputas em que não esteja em jogo a conquista de cinturões – que são os “troféus” das vitórias mundiais. Todos os atletas envolvidos no campeonato devem concordar contratualmente com esta regra.

As advertências no MMA

O árbitro da partida pode advertir os competidores em três situações: quando um lutador se pendura nas grades ou cordas, quando segura as luvas ou shorts do oponente e quando mais de um cornerman permanece na área de luta.

Caso o atleta cometa uma reincidência, o árbitro pode transformar a advertência em punição, que vai da perda de um ponto até a desclassificação.

Não vale tudo no MMA

No Brasil e nos EUA, são permitidos golpes com as mãos, pés, joelhos e cotovelos. É proibido dar cabeçadas, atingir o olho do adversário com o dedo, morder, cuspir, arranhar e puxar cabelos, ataques à boca, genitais e região dos rins e enfiar dedos em qualquer orifício ou lesão.

Também não é permitido: ataques à coluna vertebral (do cóccix à nuca), golpes de cima para baixo usando o cotovelo, golpes na garganta e nas clavículas, chutes ou joelhadas na cabeça quando o opositor está no chão e o uso de linguagem considerada imprópria.

No MMA, também estão vetados: arremessar o adversário para fora do ringue, agarrar a roupa ou luvas, atacar o adversário nos intervalos, desrespeitas orientações do árbitro, evitar o contato físico, cair ou derrubar o protetor bucal várias vezes e intencionalmente.

Todas estas situadas são consideradas faltas, que resultam em redução de pontos. Apenas o árbitro pode apontar uma falta, interrompendo a luta, verificando as condições do lutador faltoso e notificando a situação às equipes técnicas e aos juízes, que se limitam a fazer o desconto no placar. No caso de ocorrerem três faltas no mesmo round, o competidor é automaticamente desclassificado, mas o árbitro pode encerrar a partida se entender que uma única falta foi intencional, de modo flagrante.

As contusões

Se um competidor for ferido severamente, o árbitro pode definir o fim da luta, mas, se a contusão tiver ocorrido em função de uma falta, a vitória é dada ao lutador lesionado. No caso de lesões intencionais muito graves, até o terceiro round, o árbitro pode determinar no contest – luta sem vencedor. A partir do quarto round, vale a contagem dos juízes.

O fim da luta

As competições de MMA podem terminar de diversas formas. A primeira delas é a submissão – ou finalização –, que ocorre quando um lutador sinaliza verbalmente ou com a mão que não pode continuar. Na chamada desistência técnica, o árbitro finaliza a disputa, quando percebe que um competidor não tem condições de continuar, o que ocorre mais comumente em situações de desmaio.

O nocaute ocorre quando um dos atletas não consegue mais se levantar. No nocaute técnico, árbitro ou médico determinam o encerramento da luta.

A decisão dos juízes pode ser unânime (três juízes apontam superioridade no placar nos cinco rounds), divididas (quando apenas um dos juízes aponta vitória de um competidor) ou majoritária (quando um dos juízes indica que houve empate). Os empates também podem ser unânimes, divididos ou majoritários.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.