Psicopatas – Casos Famosos

A psicopatia é um distúrbio mental grave, e se caracteriza por um desvio de caráter, ausência de sentimentos genuínos, frieza, insensibilidade aos sentimentos alheios, manipulação, egocentrismo, falta de remorso culpa para atos cruéis e inflexibilidade com castigos e punições. Na história já tivemos psicopatas que se tornaram ilustres por cometer crimes de crueldade incrível. Casos que ganharam destaque nas páginas de jornais por um período relativamente longo e que se tornaram baluartes da desumanidade a que chegam certas pessoas. Abaixo 3 dos mais perversos homens que já existiram.

Em 9 de agosto de 1969, Charles Manson e um grupo de pessoas, mostrou toda sua loucura ao invadir a casa do diretor de cinema Roman Polanski, assassinando brutalmente sua esposa, a atriz Sharon Tate, que naquele momento estava grávida e mais dois casais que se encontravam na casa. As vítimas foram, esfaqueadas, baleadas e espancadas até a morte, e o sangue que jorrava dessas pessoas era usada por Manson para escrever mensagens na paredes! Anos mais tarde foi condenado a pérpetua.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Quando a polícia, em 1978, fez uma busca na residência do palhaço amador John Gacy, não imaginavam o que estavam por descobrir: seguindo o mal cheiro que exalava pela casa e vinha do porão, eles decidiram abrir o alçapão, e lá encontraram nada mais nada menos que 29 corpos, com idades entre 9 e 27 anos. Gacy atraía as vítimas até sua casa com promessas de emprego, quando pessoas adultas, e com sua lábia de palhaço bonzinho, quando crianças. Lá eles eram embebedados, amarrados e estuprados, para depois serem mortos. Foi condenado a 21 prisões perpétuas e 12 penas de morte.

Andrei Chikatilo foi o primeiro serial killer conhecido na Rússia no século XX. Por no mínimo 20 anos ele matou e canibalizou várias vítimas, em sua maioria crianças, que ele atraía de pontos de ônibus e estações de trens. Adrei Chikatilo surpreendeu ainda mais quando em seu julgamento se definiu como um “aborto da natureza” e uma “besta louca”, a qual somente restava ser condenado a morte. E realmente foi executado em fevereiro de 1994.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.