forbrukslån på dagen | billig forbrukslån | billig lån lav rente

Pós-graduação: lato sensu x stricto sensu

Os prós e os contras em se continuar ou não os estudos depois da graduação.

Todos sabem que educação e conhecimento são um dos requisitos mínimos para uma carreira de sucesso. Mas, para quem já fez uma graduação ou está terminando a graduação e não sabe se continua a estudar ou vai direto para o mercado de trabalho é melhor colocar os prós e os contras de continuar ou não estudar. A longo prazo, perceberá que continuar os estudos e se dividir entre estudo e trabalho é a melhor opção.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

A maioria das instituições superiores seja pública ou particular convidam e incitam os alunos a continuarem os seus estudos, principalmente na mesma área em que fez a graduação. Mas, nem sempre é o que ocorre. Você pode procurar outras áreas de conhecimento.

Depois de passar pela graduação os alunos ficam em dúvida em qual pós-graduação fazer: não sabem se fazem na forma de lato sensu ou na de sticto sensu.

Primeiro, de onde vêm essas denominações e o que significam:

As duas especificações vêm da língua latina, no qual o vocábulo Lato vem de vasto, amplo; o vocábulo Sticto vem de estreito, específico e o vocábulo sensu vem de senso, conhecimento.

Portanto, a pós-graduação Lato Sensu vem de um sentido mais amplo, estas também são conhecidas pelo nome de especializações. Elas existem em diversas áreas e sua forma de ingresso costuma ser um pouco mais “frouxa”, já que, normalmente, você precisa apenas que comprovar que fez uma graduação numa instituição com o registro do MEC e, às vezes, precisa comprovar conhecimento em uma área específica, como por exemplo: a pós-graduação em tradução lato sensu. Se você tiver feito uma graduação de comunicação social e quiser uma especialização em tradução terá que fazer uma prova comprovando conhecimento na língua estrangeira em que quer atuar como tradutor. Portanto, não necessariamente a sua graduação tem que corresponder com a especialização.

Já, a pós-graduação stricto sensu por ser mais específica tem uma triagem mais rígida para seu ingresso. Normalmente, a seleção é feita em etapas nas quais você tem que mostrar aptidões específicas na área em que pretende cursar e atuar, além de um conhecimento mais aprofundado na área a ser estudada. Portanto, para ser aceito deve ser trazido certo conhecimento na área, normalmente conhecimentos adquiridos na graduação. Além disso, neste você já deve trazer um pré-projeto pronto a ser apresentado à banca examinadora.

O pré-projeto é nada menos o que você pretende pesquisar e se especializar durante o curso. Neste você trará a pretensão da pesquisa, o porquê desta pesquisa e qual a contribuição dela para a sociedade (nem sempre precisa ter uma contribuição para a sociedade em geral, pode ser apenas em nível acadêmico).

É importante salientar, que por mais que a forma de ingresso seja diferente todos os dois tipos de pós-graduação, devem ser apresentados no final uma monografia voltada para o que foi estudado durante o curso.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.