Ponce de León e a fonte da juventude

O primeiro navegante europeu a explorar a costa da América do Norte passou meses procurando a fonte da juventude.

O espanhol Juan Ponce de León avistou a costa norte-americana em março de 1513. Pensando tratar-se de uma ilha, batizou a descoberta como “Isla Florida”.

Posteriormente, quando os ingleses ocuparam a região, Florida tornou-se Flórida. Apesar dos conhecimentos de cartografia, Ponce de León caiu no “conto da fonte da juventude” e consumiu o final de sua vida à procura da juventude eterna.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

No ano seguinte, o navegador recebeu autorização para colonizar a “ilha”, mas só retornou para lá em 1521.

A lenda da fonte que cura doenças ou tem o poder de rejuvenescer quem bebe de suas águas teria surgido na Índia. No conto de Gilgamesh, escrito no terceiro milênio antes de Cristo, na Suméria, o personagem central busca a fonte da juventude em algum ponto entre a Turquia e a Índia. O historiador grego Pausânias, em cerca de 100 a.C., situou uma fonte em alguma região do mar Egeu. Nela, a deusa Hera banhava-se para parecer sempre bonita e jovem para seu marido Zeus, o rei dos deuses.

As lendas orientais popularizaram-se na Europa nos séculos XIII e XIV, quando se organizaram as primeiras expedições para adquirir as especiarias asiáticas. Os mitos se tornaram tão comuns que a lenda da fonte teria sido uma das razões para que os reis da Espanha financiassem a expedição de Cristóvão Colombo.

No século XVI, muitos acreditavam que a América era parte das “Índias”, região do centro leste da Ásia, pouco conhecida pelos europeus. Assim, a fonte acabou indo parar na Flórida, região que encantou os exploradores pela exuberância de sua vegetação.

A lenda mais comum dizia que a Fonte de Juventa (deusa romana da juventude) estava na América. Quem bebesse três vezes dessa água manteria para sempre a aparência e saúde de uma pessoa de 32 anos (da mesma forma que Jesus, que morreu aos 33 anos e mantém a aparência de um jovem; de acordo com a tradição, Jesus foi ressuscitado e está no paraíso com corpo e alma).

Infelizmente para Ponce de León, os índios da região acreditavam num mito semelhante. Para eles, as fontes estariam numa ilha das atuais Bahamas ou em Cuba, ao sul da Flórida. O explorador, recém-empossado governador da “ilha”, não hesitou em buscar a fonte.

Não teve sorte. Na expedição, ele e seus homens foram emboscados por outros índios. Ponce de León foi flechado e morreu. Mas há quem diga que ele encontrou a fonte da juventude. Na atual St. Augustine, na Flórida. A cidade abriga uma fonte da juventude muito procurada pelos turistas; alguns até compram água engarrafada. Mas não consta que alguém tenha rejuvenescido.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.