Osteoporose, proteja-se!

A doença que atinge os ossos pode aparecer antes dos 40 anos. Veja as causas e saiba como se prevenir da Osteoporose!

A osteoporose, doença que afeta os ossos, não ocorre apenas entre as mulheres idosas. De acordo com especialistas, mulheres dos 20 aos 40 anos também não estão livres do problema, pois, exatamente nesse período que a perda da massa óssea pode se iniciar.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Suas principais causas são: predisposição genética, falta de cálcio e vitamina D no organismo. O grande perigo da doença precoce é que ela é silenciosa, resultando num tratamento atrasado. Portanto, mulheres que já tem histórico familiar com a doença devem se cuidar mais ainda e, não podem deixar de fazer o exame de densitometria óssea. Confira algumas formas de se prevenir e comece o quanto antes!

1- Consuma a quantidade ideal de cálcio
Nove a cada 10 mulheres não consomem a quantidade diária indicada de cálcio, mineral que é essencial para a manutenção dos ossos. O correto seria ingerir todos os dias os alimentos que apresentam esse nutriente. Para os adultos, o recomendado são 1000 mg por dia, o equivalente a copos de 250 ml de leite. Quem não gosta muito da bebida pode optar por iogurte ou queijos. Vegetais de cor verde escura também possuem cálcio, além disso, a vitamina D facilita a fixar o mineral no organismo. Por isso é bom sempre consumir peixe, fígado, cogumelo e gema de ovo.

2- Sempre faça exames
Como a perda de massa óssea não provoca sintomas, o diagnóstico da osteoporose somente se dá através da densitometria óssea. Este exame deve ser feito pelas mulheres a cada dois anos, depois do inicio da menopausa. O indicado é que se faça o exame aos 20 anos e, a partir daí seguir as informações passadas pelo médico.

3- Pratique exercícios

As fraturas que estão ligadas à perda de massa óssea estão entre os maiores motivos da incapacidade, que pode nunca mais voltar ao normal. No entanto, quem pratica atividades físicas consegui reduzir esse risco, pois certos exercícios estimulam a massa óssea e muscular.

4- Alimentos para incluir na dieta:
Peixe: entre as espécies ricas em cálcio, a sardinha é a melhor opção: possui metade da necessidade diária em apenas quatro unidades.
Feijão: uma concha e meia (160g) de feijão rosinha possui 10% de cálcio necessário para o dia. A mesma quantidade pode ser encontrada em duas unidades de laranja-lima ou em uma colher e meia de requeijão.

Soja: bebidas que contem soja em sua composição, podem apresentar até 40 mg de cálcio por copo.
Verduras e frutas: é comum encontrar cálcio entre as saladas, como alfafa e agrião. Já nas frutas, o figo e a ameixa são as mais recomendadas.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.