O que são terremotos? Como eles acontecem?

Terremotos são abalos sísmicos que provocam tremores mais ou menos violentos.

Os terremotos são tremores passageiros que ocorrem na superfície da Terra (quando ocorrem no leito do mar, recebem o nome de maremotos). Eles ocorrem por deslizamentos das placas tectônicas.

Estas placas formam a litosfera, a camada mais externa do planeta. São sete placas principais, limitadas por zonas de convergência (quando duas placas se aproximam), de subducção (quando se afastam) e conservativas (quando permanecem estáveis). Além das principais, há dezenas de subplacas.

O que são terremotos? Como eles acontecem?

Nas zonas de convergência entre duas placas, ocorre a imensa maioria dos terremotos e erupções vulcânicas. É o caso, por exemplo, do Chile, costa oeste dos EUA, leste da Turquia, Irã, Paquistâo, Afeganistão, Japão e Indonésia. O choque entre duas placas tectônicas determina os tremores, cuja intensidade varia bastante e é mensurada pela escala Richter.

A escala Richter

Também conhecida como escala de magnitude local, atribui um número para quantificar a energia liberada por um sismo. Trata-se de uma escala logarítmica de base 10; por isto, um terremoto que mede 5,0 tem uma amplitude sísmica dez vezes maior do que um que mede 4,0. A escala Richter mensura o potencial destrutivo de um terremoto.

A escala foi criada em 1935, por dois cientistas do Caltech (Instituto de Tecnologia da Califórnia) por Charles Richter e Beno Gutenberg, que estudavam a instabilidade geológica desse Estado americano.

A graduação da escala

A escala não tem limite, mas nunca foi detectado um terremoto de magnitude superior a 9,9. Os números indicam os estragos provocados pelos fenômenos:

• menor que 2,0 – microtremor de terra. Não é sentido pelos seres humanos. Calcula-se que ocorram 8.000 diariamente;
• entre 2,0 e 2,9 – geralmente não se sente o tremor, mas os fenômenos são registrados pelo sismógrafo. Cerca de 1.000 deles ocorrem a cada dia;
• entre 3,0 e 3,9 – sentido pelos humanos, mas quase nunca provoca danos. A cada ano, acontecem 49.000. São muito comuns na Cidade do México;
• entre 4,0 e 4,9 – tremor visível de objetos dentro das casas, choques entre objetos. Provoca danos leves. São 6.200 a cada ano;
• entre 5,0 e 5,9 – pode provocar danos medianos em edifícios mal projetados ou mal conservados. Nos edifícios bem construídos, provoca danos ligeiros. 800 terremotos anuais nesta categoria;
• entre 6,0 e 6,9 – em áreas habitadas, causa destruição num raio de 180km do epicentro do terremoto (ponto onde o fenômeno teve início). A cada ano, registram-se 120;
• entre 7,0 e 7,9 – pode causar danos graves (mortes e destruição) em regiões até 500km afastadas do epicentro. São 18 a cada ano;
• entre 8,0 e 8,9 – causa danos graves em regiões até 1.00km do epicentro. Ocorre um por ano;
• entre 9,0 e 9,9 – causa danos graves em regiões num raio de milhares de quilômetros. Apenas um a cada 20 anos.

Na América do Norte, existe a possibilidade de ocorrer um terremoto de magnitude acima de 10, chamado pelos especialistas de “Big One”. O epicentro do provável cataclisma fica na falha de Santo André, que começa no oeste do México e prolonga-se por 1.300km no território da Califórnia, o Estado mais populoso dos EUA, com 38 milhões de habitantes.

A falha de Santo André fica sobre a junção das placas do Pacífico e norte-americana. Acreditava-se que a periodicidade dos abalos na região ficava entre 250 e 400 anos, mas estudos recentes indicam que o intervalo é menor: entre 45 e 144 anos. O último grande terremoto ocorreu em 1857; portanto, o risco de acontecer nos próximos anos é bastante grande.


GRÁTIS: Receba atualizações por Email:

Cadastre seu email e receba atualizações do Blogadão no seu e-mail. É grátis!

Comente no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 comentários

    Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.