O que está por trás da boa lábia

Convencer é uma arte não só para quem vende. Vários truques podem ajudar a convencer ou não se deixar convencer.

Para os que achavam que apenas publicitários e políticos precisam de boa lábia, a ciência vem provar que não é bem assim. Todas as pessoas tem a capacidade de convencer, embora nem todos consigam. Alguns nascem com a habilidade e outros desenvolvem ao longo da vida. Essas técnicas de fazer a opinião valer deve ter até contribuído com a evolução dos seres humanos.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Poder Persuasivo

Algumas dicas comprovadas pela ciência podem te ajudar a convencer e não perder uma discussão.

1. Se você quer pedir um favor ou conversar sobre algo incômodo, comece com um sorriso e elogios. Mas nada de exagerar, para não parecer falso.

2. Repetir alguns gestos, caras e bocas da outra pessoa pode ajudar. Copiar detalhes do colega na conversa te traz vantagens, sem muita pantomina.

3. Pequenos agrados como um presente simples, ou fazer um favor, como quem não quer nada, faz com que a outra pessoa deva retribuir.

4. Em uma conversa difícil, fingir que a opinião do outro é boa também funciona, assim ele analisa melhor a sua. Como: “Também acho, mas tem é preciso analisar que…”

5. A afinidade é um ótimo item na hora de convencer. Gostos parecidos, como cidade natal, comidas, músicas e esportes influenciam muito.

6. Para convencer que alguém ou um produto é melhor que outro, diga as características do primeiro e enfatize os pontos ruins do segundo. O cérebro arquiva defeitos com mais facilidade.

7. Quando você estiver defendendo um ponto de vista, não use milhões de argumentos. Os principais pontos devem ser a base. Assim parece que você domina o assunto.

8. “É…”, “humm…”, “peraí…” e outras expressões do tipo passam sensação de insegurança. Na hora de argumentar, é preciso bancar o expert.

9. Falar as causas de uma ação é bom para furar fila. Por exemplo: “Você me deixa ir primeiro? Estou apressado e minha esposa está esperando lá fora com o bebê”, não apenas “Você me deixa ir primeiro? Estou apressado.”

10. Para seus argumentos se valorizarem, utilize dados que pareçam superiores, por exemplo: “Minha irmã esteve na Alemanha, e contou…” ou “Nas minhas viagens para a Alemanha…”

11. Esteja disposto quando for convencer. Quando o cérebro está fatigado, as chances de se deixar convencer, ou se atrapalhar são maiores.

12. Caso você queira algo que talvez não lhe concedam, comece com algo mais difícil. “Você tem 20 reais para me emprestar?” “Não” “Teria ao menos uns 5?” Então provavelmente a resposta será positiva.

13. Aparência influencia. Os trajes de acordo com o evento passam confiança, assim as chances de persuasão aumentam.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.