Novos pecados capitais da Igreja Católica

São incoerentes os novos pecados capitais da igreja Católica, realmente não consigo entender como um pecador pode dizer o que é pecado e o que não é como também não entendo quando uma pessoa diz quem é santo ou não é.

São incoerentes os novos pecados capitais da Igreja Católica, realmente não consigo entender como um pecador pode dizer o que é pecado e o que não é, como também não entendo quando uma pessoa diz quem é santo ou não é.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

É óbvio que os chefes da Igreja Católica e qualquer outra religião, querem manter a autoridade perante os seguidores, e para isso é necessário ditar regras sobre o que é certo ou errado, é desta forma que vivemos em sociedade. Um exemplo clássico é o ato de confessar, que na antiguidade era utilizado por chefes católicos (padres, bispos, etc.) de determinado povoado para saber o que estava acontecendo com a população e assim manter o controle sobre as pessoas. Para isso, determinou-se que Deus só perdoaria os pecados após confissão. Mas afinal, preciso de intermediário para falar com Deus?

Algum tempo atrás surgiu um artigo publicado pelo Time and Mind, um jornal dedicado à filosofia, em que Benny Shanon afirma que Moisés estava doidão no Monte Sinai quando Deus lhe mostrou os 10 mandamentos. Creio que novamente alguém estava chapado na hora de afirmar quais são os novos pecados capitais.

Lembrando aos furiosos que talvez comentem aqui, que o post expressa exclusivamente a minha opinião, o meu ponto de vista, que pode não ser igual ao seu. Vou respeitar as opiniões de todos, mas não preciso necessariamente concordar. Vale deixar claro que acredito em Deus, antes que alguém me chame de adorador do cruz credo.

Enfim, conheça os quatro novos pecados capitais.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

18 Comentários

  • Só pondero com relação ao que o senhor Benny Shanon alou sobre Moisés. Nenhum de nós estava lá, logo a questão é acreditar ou não acreditar. Agora falar uma bobagem dessa de que Moisés estava doidão. Isso já passo do ponto de expor opinião para o ponto de provocação. Se ele estiver certo, um dia poderá se vangloriar e todos nós teremos de aceitar. Agora se ele estiver errado, a coisa ficará feia, pois além de aceitar a verdade ele terá que responder pela blasfêmia para com o eterno.

  • querer savar anatureza tudo bem, lutar contra as desigaldades sociais ate concordo , mas querwr barrar a ciencia de curar os seres humanos, querer proibir uma mãe de ter filhos etantas outras coisas que pra mim não passam de precoceuito imaturo…
    voces achan certo codenar o amor se ele foi instituido por Jesus Cristo, não foi Deus que disse:
    “crescei e multiplicaivos” se a inciminação é crime ou pecado a adoção tambem deveria ser, corcordam???

  • O cara ai em cima disse que o papa quer que a ciência fique na gaveta mas se esquece que foi a Igreja Católica que fundou as Universidades e Cientistas Católicos desenvolveram o Método Científico enquanto Lutero e companhia matavam na Europa.

    Falam da riqueza do Vaticano enquanto pseudo-pastores extorquem o dinheiro do povo nos cultos, esquecendo que a lei cerimonial foi abolida. A riqueza do vaticano é cultural e aquilo não pertence ao papa e sim a humanidade.

    Tudo isso só demonstra a intransigência e a intolerância geral contra a Igreja Católica. Todos se dizem extremamente tolerantes, mas de fato são intolerantes com a Igreja Católica.

    • Caro amigo, se a riqueza do Vaticano pertence à Humanidade, por que não distribuir um pouco dela a tantos povos famintos? Por que prezar-se mais ao ouro deixando-o intacto, quando poderia ser transformado em alimentos a milhões de pessoas no mundo, do que às vidas dessas pessoas. Que valor tem a riqueza do Vaticano se ele só serve para deleite aos olhos dos mais abastados? É, então, mais útil alimentar o super ego dos estúpidos, a alimentar a quem tem fome? Pense!!!

  • irei roubar algumas palavras do Tony “Querem que a ciência (sabedoria e inteligência dada por Deus) fique na gaveta?” com essa mesma sabedoria MILHOES de pessoas podem ser salvas…
    “O Papa é pobre por acaso?” com o dinheiro que a igreja Catolica e sua influencia ela poderia ajudar o ambiente em varios aspectos que estao sendo esquecidos aqui. vamos ser francos. a igreja catolica com sua fortuna poderia matar a fome dos mais pobres. Milhores de vidas poderiam estar sendo salvas.
    A igreja Catolica é EXTREMAMENTE RICA. Em vez de descutir sobre pecados que estao claros pq simplesmente nao ajudam materialmente. sera que acham que “ajudar espiritualmente” é o suficiente?
    vcs tem o poder na mao, AJUDEM…SIMPLESMENTE AJUDEM !!!

  • Todo critico como o Anderson por exemplo, não acompanhou de perto o progresso social que a Igreja Católica Apostolica Romana criou. Houveram muitos erros cometidos dentro da Igreja por seus membros. São todos seres humanos e frageis. Mas Jesus, filho de Deus, prometeu e está escrito que as portas do inferno (leia-se mal) não prevaleceriam contra sua Igreja. Nenhum homem jamais disse Eu Sou o Filho de Deus e foi mais carismatico e morreu crucificado pelo seu povo, como ele fez. Nenhuma Religião foi fundada em ensimanetos tão completos como são os de Jesus. E o Papa sempre foi escolhido conforme Deus o quer. Jamais duvidei que Deus está em tudo. E mesmo de nossos erros podem nascer grandes acertos conforme a Doutrina da Santa Igreja Católica. E digo isto depois de ter estudado todos os ensinamentos da maioria das grandes religiões do mundo. Não tenho a pretenção de ser dona da verdade. Sou católica por opção. Amo Jesus. Amo o Papa, seja quem ele for. Amo a Igreja Católica Apostólica Romana e tudo o que por ela é ensinado. E não vai ser a fraqueza de alguns membros dela, nem minha fraqueza que me desviará do Caminho de Jesus. Paz e Bem para todos.

    • Que você Ame a Deus e tudo a que lhe diga respeito, é um bom princípio Humano. Porém, já que você se diz auto-capacitada nesse aspecto, não poderá, jamais esquecer da RAZÃO. Jamais sobreponha a Fé à Razão. Pense!!!

    • Mais simpáticos são seus 2 (..) antes do rs. Quer dizer o quê? Você é muito sucinto nessa questão. Não tenha medo de expressar sua opinião. No final você verá que todas as opiniões juntas formarão um bom consenso. Pense!!!

  • Acredito que tais informações advindas da instituição católica devem ser ignoradas, vilipendiadas pois é uma instituição sem crédito hoje em dia, visto que todas as suas mazelas, sua podridão foi esclarecida ao público. Acredite em Deus, faça e pregue o bem, com raciocínio e acuidade, uma vez que para isto não é necessário participar de um organismo que “pecou” e não admitiu; continua “pecando” e não admite. A você que quer questionar meus dizeres, primeiramente leia, leia bastante, assim como eu fiz, sobre o catolicismo, talvez você mude de idéia. Abraço a todos. ahb10@ig.com.br

  • Tudo estupidez! Já a Igreja criou o burbuinho e não vai fazer desmentidos nem esclarecimentos ao público. Foi intencional.Querem que todo mundo agora roa as unhas de remorso toda vez que a sua fortuna (licitamente amealhada)for alvo dos jornais? Querem que a ciência (sabedoria e inteligência dada por Deus) fique na gaveta? Lembrem-se: jamais houve homem mais rico e mais sábio que Salomão na face da terra. Jamais!!!!! Tudo dao por Deus!!!

    Ele diz: “pedi e ser-vos-á dado”. Esperam que eu peça ser pobre? A bíblia fala da prosperidade, e diz até” trazei os dízimos e ofertas à casa do Senhor (…) e depois fazei prova de mim”, numa clara alusão à estabilidade financeira e material do homem, a qual Deus deseja (Ele quer o bem para o homem!)Agora diga-me, de onde raios é que me vão dizer que ser rico é pecado? Ser rico e negar ajuda a que o necessite certamente que é pecado! Mas amealhar fortuna licitamente, só é pecado na cabeça de Ratzinger e os seus comparsas. Hipocrisia barata! O Papa é pobre por acaso?

    Que coisa!

  • O papa é um grande pecador então, ostenta luxo em suas visitas a outros países. Veste Prada, etc.
    Um exemplo a ser seguido pela humanidade.

  • Meu Deusss, Mmeu Deussss, como as pessoas são rápidas em crer na mídia… Aí está a prova de que o que a mídia empurra garganta abaixo, as pessoas acatam, Gente , sejam mais críticos e lúcidos, por favor!!!!!!

  • Só existem dois caminhos para seguir.Uma pessoa que pensa que não precisa de entermediário para “falar” com DEUS provavelmente também não acredita no Batismo,
    na Eucaristia na Crisma e no Casamento pois não existe nemhum sacramento sem a presença do padre.E é atravé do Espírito Santo que o padre tem o poder de absolver os pecados.

    • katia, a biblia que e a palavra de deus na terra nos diz que Jesus falou; ninguem vai ao pai a nao ser por mim, isso nos deixa claro que o unico mediador entre nos e Deus e Jesus. agora vc decide se acredita na palavra de Deus ou na palavra do homem.
      obs; em toda a biblia de capa a capa nao ouvimos falar nem uma vez em eucaristia ou crisma ou padre eu poderia tbm citar aqui mais de 100 outras coisas enventadas pela cabeça do homem, mais peço que vc naum acredite nas minhas palavras poe si so mas sim leia a biblia e vc tbm vera a verdade…deus te abençoe!!!

  • Carríssimo:
    A Imprensa está noticiando que o Vaticano criou “novos pecados capitais”. Não é bem assim; é incrível a capacidade desta de fazer barulho, especialmente com relação à Igreja Católica. O que aconteceu?

    Na semana de 10 a 15 de março, realizou-se no Vaticano um curso de atualização para sacerdotes sobre o Sacramento da Confissão, patrocinado pela Penitenciária Apostólica do Vaticano. Em entrevista ao jornal do Vaticano “L´Osservatore Romano”, o responsável pelo Tribunal da Penitenciária Apostólica, monsenhor Gianfranco Girotti, abordou outros pecados do mundo moderno, no contexto da globalização: manipulação genética, o uso de drogas, a desigualdade social, a poluição ambiental, pedofilia, entre outros. Em nenhum momento, ele falou em “Pecados Capitais! Quem fez essa referência foi a Imprensa por sua conta.

    A Igreja, com sua experiência de dois milênios, nos ensina que os piores pecados são aqueles que ela chama de “capitais”. Capital vem do latim “caput”, que quer dizer “cabeça”. São pecados “cabeças”, isto é, que geram muitos outros. Assim como, por exemplo, a capital de um estado ou de um país, de onde procedem as ordens, as decisões e comandos. Da mesma forma, desses pecados “cabeças” nascem muitos outros. Por isso, eles sempre mereceram, por parte da Igreja, uma atenção especial. São sete: soberba, ganância, luxúria (impureza), gula, ira, inveja e preguiça.

    Podemos ver, por exemplo, como filhos da soberba: o orgulho, a vaidade, a arrogância, a prepotência, a auto-suficiência, a jactância, entre outros. Podemos ver como filhos da ganância: a exploração da pessoa humana, a destruição do meio ambiente como fonte de enriquecimento, as brigas pelos bens materiais, entre outros. Entre outras afirmações, monsenhor Gianfranco Girotti destacou os pecados relacionados aos direitos individuais e sociais, os da área bioética, nos quais há violações de direitos fundamentais da natureza humana (aborto, eutanásia, inseminação artificial; uso de células-tronco embrionárias, clonagem humana, etc.). “Através de experiências e manipulações genéticas, cujos êxitos são difíceis de prever e manter sob controle” declara. Ressaltou também a gravidade da desigualdade social, na qual “os ricos se tornam cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres”, alimentando uma insuportável injustiça social. E falou ainda da ecologia.

    Na verdade, todos esses pecados cabem bem na lista antiga dos pecados capitais, pois eles podem ser desdobrados em muitos outros; inclusive nesses citados pelo monsenhor Gianfranco. Contudo, ele apenas desejou deixar mais explícito a gravidade deles.

    O Vaticano está preocupado com o grande número de católicos que não se confessam. Ao menos uma vez a cada ano, o católico é obrigado a fazer uma confissão, segundo o Catecismo da Igreja Católica (Mandamentos da Igreja, §2042). O Sacramento da Confissão foi instituído por Jesus logo após a Ressurreição; Ele enviou os Apóstolos dizendo: “A quem vocês perdoarem os pecados, os pecados estarão perdoados; a quem vocês não perdoarem os pecados, os pecados não serão perdoados” (João 20, 22).

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.