Nikon J1, híbrida com estilo

Nikon J1: Compacta com lentes intercambiáveis.

A Nikon inovou e lançando a J1, seu primeiro modelo de câmera fotográfica híbrida, mesclando o tamanho compacto com a possibilidade de intercâmbio de lentes e os ajustes automáticos. Os resultados são bons, mas ficam abaixo da média da categoria. As cores sofrem saturação em ambientes abertos e perda de nitidez. A filmagem é feita em 1080p e surpreende pela grande versatilidade. Durante a gravação é possível tirar fotos da cena sem atrapalhar a filmagem e existe ainda o efeito de câmera lenta em alta velocidade.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Por ser a primeira câmera híbrida da Nikon, a J1 não possui os mesmos atrativos de outros modelos semelhantes de marcas concorrentes. Seu sensor tem o formato CS, com medidas 13,2 mm x 8,8 mm, sendo maior que o de modelos desse porte, mas longe de se equiparar ao APS-C presente nas DSLRs. As fotos registradas pela J1 ficam acima da média das compactas, mas abaixo das híbridas concorrentes, como principal ponto fraco a falta de ajustes mais precisos no modo automático para o balanço de branco.

Um ponto positivo da J1 é sua boa qualidade em diferentes ISOs. Até o ISO 800, o ruído se mantém em níveis baixos e conforme a escala aumenta, a definição das imagens permanece boa. Dessa forma, a câmera se mostra eficiente em usar toda a escala de ISO, que vai de 100 a 3200, o que não acontece nas compactas.

A lente que equipa a J1 é do tipo Nikkor, com zoom de 3x e distância focal de 10 – 30 mm. O CMOS é pequeno, com fator de corte de 2,7x, levando a distância focal efetiva para 27–81mm, garantindo boa versatilidade para uma lente desse porte. Todos esses dados mostram que a J1 proporciona boas imagens tanto em cenas amplas como nas focadas em apenas um objeto. Na faixa da grande angular o efeito barril se faz presente, mas nada que prejudique a qualidade da imagem registrada.

A filmagem da J1 é feita em 1080p, com boa qualidade, mas o destaque fica para as opções de modos de gravação. A filmagem em câmera lenta registra sequências de 5 segundos de vídeo em uma taxa de 400 ou 1200 fps. Quando exibido em velocidade normal, o resultado é um vídeo com efeito slow motion.

A Nikkon J1 é uma boa opção de câmera híbrida, mas precisa de aprimoramentos para competir com suas concorrentes. Seu preço sugerido é de R$ 3.149.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.