NÃO assuste seu gato com pepinos. Conheça os motivos…

Vídeos estão viralizando mostrando a “briga” entre gatos e pepinos. Veja por que não se deve assustá-los assim.

Diversos vídeos estão circulando na internet, tornando-se campeões de views. Eles mostram a “batalha” entre gatos e pepinos – sim, aqueles insossos vegetais que servem apenas para ser coadjuvantes das saladas.

gatos x pepinos

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Em geral, os felinos estão no meio da refeição e são surpreendidos por pepinos estrategicamente inseridos na cena, logo atrás dos bichos. O que poderia ser apenas divertido e inofensivo, no entanto, pode causar sérios danos para os gatos.

Vale lembrar: no ambiente natural, gatos são, ao mesmo tempo, predadores e presas. Animais exclusivamente carnívoros (ao contrário dos cachorros, que eventualmente procuram ovos e vegetais para complementar a nutrição), os gatos, na natureza, estão sempre em situação de risco: a qualquer momento, podem ser alvo de canídeos (lobos, raposas, etc.), serpentes, aves de rapina (águias, gaviões, raposas, etc.) e mesmo de felídeos maiores (leões, panteras, etc.).

Quanto maior o caçador, menor o interesse pelos gatos, mas nem por isto eles deixam de fazer parte do cardápio. Por isto, eles estão sempre em alerta e a “hora do almoço” é um momento em que eles estão especialmente expostos – e, portanto, especialmente atentos.

Os motivos que justificam o medo dos gatos aos pepinos

Os gatos são animais bastante metódicos. Experimente trocar a almofada predileta de lugar e você conseguirá verificar uma série de mudanças de comportamento. O animal inicialmente se manterá afastado e, quando decidir se aproximar do “cantinho do cochilo”, o fará lentamente, muito atento a prováveis imprevistos.

Os gatos se assustam com o pepino simplesmente porque ele não deveria estar lá. Verduras e legumes quase nunca chama a atenção destes animais: o que os preocupa é a situação inusitada. Apenas para manter a subserviência dos pepinos, os gatos se assustariam com qualquer objeto postado à sua traseira, como uma batata ou tomate, por exemplo.

Uma “vantagem”: gatos que vivem em casas exageradamente bagunçadas ou barulhentas não esboçam qualquer reação ao se depararem com um pepino. Acostumados com objetos que “não deveriam estar lá”, o pepino (ou a espiga de milho, ou o pimentão) não dispara nenhum sinal de emergência. A bagunça, no entanto, não é saudável por diversos outros motivos.

Gatos assustados, no entanto, têm aumentados os riscos de doenças coronarianas. Apesar de serem dotados com um coração adaptado às mais diversas oscilações – quem tenta caçar um roedor e, ao mesmo tempo, escapar de um lobo precisa ser um espírito forte –, os sustos desnecessários podem causar danos sérios à saúde.

Além disto, quem já viu um bichano assustado (ou apavorado) sabe que ele tem boas armas para se defender. Quem estiver perto de um gato acossado por um pepino pode experimentar na carne – literalmente – as suas garrinhas estreitas e afiadas (quem já foi arranhado pode testemunhar como elas causam feridas doloridas).

Veja o vídeo:

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.