MMA: 2013 promete ser o ano das superlutas

2013 parece que vai ser o ano do confronto de grandes campeões.

Além de José Aldo x Frank Edgar que já está confirmada para acontecer em 2013. Saint Pierre x Anderson Silva também está um passo de acontecer. Agora a luta do século, ainda é uma incógnita, mais é a mais aguardada pelos fãs de mma do mundo inteiro, Jon Jones x Anderson Silva.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Baseado na paixão dos fãs do mundo inteiro. Então porque não investir em superlutas?

Porque não atender os apelos da grande mídia e dos fãs e investir em grandes confrontos de campeões e de ex-campeões, de torneios como copas do mundo, fazer chaves de lutadores de um país contra o outro, para definir um país campeão.

Independente de categoria isso seria como em outros esportes. Como clássicos no futebol ou de basquete com “dream teams”. Estas superlutas lembrariam os tempos de Pride. Torneios com Grand Prix, com quartas de finais, semifinais e finais. Isso levaria os fãs de mma à loucura, ensandecidos com grandes combates e batalhas épicas como no começo do UFC, em 1993 com Royce Gracie.

Imaginar um Grand Prix com: Jon Jones, Anderson Silva, George Saint Pierre e Junior Cigano, ou José Aldo, Dominick Cruz, Renan Barão e Benson Henderson, isso seria d+ para a mídia e para os fãs, eventos que seriam históricos e definiriam, sem sombra de dúvidas, quem realmente é o melhor lutador de todos os tempos. Eventos que poderiam sem ser definição de peso, sem categoria, mas com regras, o que diferenciaria do começo do mma.

Eventos de unificação de cinturões, por exemplo: campeão do peso pesado do UFC contra campeão peso pesado do Strikeforce, ou campeão meio médio do Bellator contra campeão meio médio do UFC, ou outras categorias, isso levariam os lutadores a status de campeões incontestáveis e muito respeitados porque venceriam e unificariam cinturões de diferentes campeonatos, seriam como copas do mundo de mma, eventos extraordinários e inimagináveis.

E isto é algo que poderá acontecer. O UFC RIO é um evento onde se reúne lutadores do Brasil contra lutadores do resto do mundo. Quando se faz UFC no Canadá, são lutadores do Canadá contra lutadores do resto do mundo. Então o mma está se tornando um esporte nacional.

O esporte está evoluindo, e já existem projetos de tornar o mma num esporte olímpico. Se o boxe é um esporte olímpico, então porque o mma não pode ser? Então é aguardar para ver os grandes confrontos de 2013.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.