Menstruação atrasada: O que fazer e pensar?

A alteração na menstruação é um fator que pode alertar para uma gravidez ou para outros problemas que necessitam de avaliação e acompanhamento médico

A ausência da menstruação no período programado geralmente leva a suspeita mais óbvia: a da gravidez. Porém, o stress do dia-a-dia, a má alimentação ou uma disfunção hormonal pode ser a real causa da menstruação atrasada, fazendo-se com que seja necessário analisar todos os últimos acontecimentos na vida da mulher que está com o seu período atrasado.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

É comum que adolescentes tenham alguns períodos de menstruação atrasada ou desregulada, justamente pelo fato de que o corpo ainda está se acostumando com o ciclo menstrual. Por ser uma idade onde as emoções estão à flor da pele, fatores psicológicos também podem contribuir para essa instabilidade na ocorrência do ciclo, sendo que o ideal é que a adolescente tenha acompanhamento ginecológico desde a sua primeira menarca, para inclusive para ter a orientação correta sobre meios contraceptivos para iniciar a sua vida sexual.

Em mulheres de todas as idades, o stress é um dos maiores fatores que influenciam no atraso da menstruação. Basta uma semana estressante no trabalho ou na vida pessoal, ou ainda a mínima idéia de uma gravidez quando ela viria num período não muito favorável para que a mulher tenha o seu ciclo desregulado.

Pouco conhecida, a amenorreia secundária, uma espécie de menopausa prematura, é uma doença que acomete cerca de 2% a 5% das mulheres em idade reprodutiva, geralmente antes dos 40 anos. Esse tipo de doença só pode ser identificada com a ajuda de uma série de exames ginecológicos.

Muitas mulheres optam por fazer regimes sem orientação médica sem pensar que esse tipo de prática pode causar sérios danos à saúde. O corpo feminino necessita de uma quantidade diária de nutrientes e quando isso não ocorre, pode-se ter desde uma anemia até um desregulamento da função hormonal.

Em casos mais críticos, quando a menstruação diminui ou atrasa, o corpo feminino pode estar dando sinais de que um cisto no ovário é eminente. Neste caso, uma consulta ao ginecologista pode eliminar a hipótese de gravidez e ainda apontar o tratamento adequado para a eliminação deste cisto.

Independente de qual seja a suspeita e fator que estejam levando ao atraso de fluxo, a consciência de que o corpo reflete as nossas ações é muito importante para que passemos a nos observar mais e consultar os especialistas adequados.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.