Maquiagem: erros que envelhecem

A maquiagem serve para realçar a beleza feminina, mas alguns erros podem tornar a aparência envelhecida.

Quase toda mulher sabe se maquiar – ou, ao menos, pensa que sabe. No entanto, mesmo para o look do dia a dia, alguns erros são fatais: envelhecem e tornam a aparência cansada, o que pode ser muito prejudicial para o trabalho, as relações sociais e o romance.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Os principais erros de maquiagem que envelhecem são os seguintes:

• excesso de base: a base, quando é bem escolhida – e bem aplicada – deixa a pele uniforme, sem manchas nem olheiras. Em excesso ou no tom inadequado, no entanto, pode causar efeitos indesejados. O resultado do excesso é o depósito do cosmético nas pequenas rugas e linhas de expressão, ressaltando-os e acrescentando um “bônus” de alguns anos à idade real. O ideal é aplicar uma base líquida em pequena quantidade e corrigir os erros com um produto mais cremoso, também útil para ocultar acne, espinhas e pequenas cicatrizes;

• corretivo: é o grande aliado contra olheiras, manchas e imperfeições da pele. Em excesso, no entanto, ele parece criar uma camada grossa (especialmente sob os olhos), o que acaba chamando ainda mais atenção para a perfeição. O produto deve ser aplicado em pequena quantidade, com leves batidas para espalhá-lo na região;

• pó facial: é excelente para reduzir o brilho do rosto e para retocar peles oleosas e mistas. Mas várias camadas (especialmente quando reaplicadas durante o dia sem a higienização do rosto) provocam o mesmo efeito do excesso de base: o realce das linhas de expressão. Quem tem a pele seca ou já enrugada deve eliminar o pó fácil do seu necessaire;

• uso constante de rímel à prova d’água: este cosmético é excelente para eventos especiais, em que a emoção fica à flor da pele. Porém, o uso diário para realçar os filhos provoca um efeito contrário: o rímel à prova d’água fragiliza os pequenos fios, determinando sua queda. Os olhos perdem a expressividade e as falhas conferem mau aspecto;

• máscara de cílios: o cosmético é indicado para quem quer dar volume e a levantar o olhar. Em grande quantidade, em especial nos cílios inferiores, ela ressalta as linhas de expressão e deixam o olhar pesado. O rímel também pode criar bolinhas e tornar o aspecto ainda mais desagradável. A máscara deve ser sempre fina e, se borrar na hora da aplicação, basta retirar o excesso com uma haste flexível e um creme demaquilante;

• sombras metalizadas: elas prejudicam especialmente as mais experientes. Depois dos 35 anos, surge a flacidez e, com ela, muitas pequenas linhas de expressão, que devem ser disfarçadas pela maquiagem. As pessoas de pele muito clara também devem evitar este cosmético, porque as ruguinhas costumam aparecer mais cedo. Sombras metalizadas devem ser substituídas pelas opacas;

• batons de tons escuros ou da cartela vermelho vivo: a partir de certa idade, a maioria destes produtos reduz a espessura dos lábios, uma das características da idade mais avançada. Para utilizá-los, é preciso usar um lápis para delinear a boca, o que requer boa dose de talento e arte. Mesmo assim, depois dos 40 anos, é difícil que eles não causem um efeito de “lábios escorrendo”. Quem não tem a técnica deve preferir o gloss e os tons rosa e laranja, a menos que os lábios sejam muito carnudos (neste caso, o erro é justamente o contrário: abusar de tons vibrantes).

Mais dicas

Toda mulher deve conhecer bem o seu rosto e colo. Os erros mais comuns da maquiagem são a escolha de tons inadequados ao tom de pele (especialmente quando se clareia ou rosto, mas deixa-se o pescoço na tonalidade normal e vice-versa), para a ocasião e mesmo para a faixa etária. Usar tons de rosa pode ser ideal para uma adolescente, mas prejudicam tremendamente a aparência de uma mulher de mais idade (para quem, cores levemente mais escuras ajudam a ocultar imperfeições).

Outro ponto importante: para realçar a beleza, é importante encontrar os pontos fortes do rosto (como os olhos ou a boca) e aqueles que precisam de uma “ajudinha externa”: um rosto arredondado não se beneficia em nada com o excesso de blush; sombras metálicas aumentam a aparência de flacidez das pálpebras.

Rugas são sinais de idade e aparecem inevitavelmente, mesmo para as mais bem dotadas (de colágeno) pela natureza. Para minimizá-las, vale a pena usar um creme hidratante com substâncias firmadoras antes da maquiagem.

Hidratar a pele, aliás, é uma atividade fundamental para o bom aspecto do rosto e do corpo, sempre escolhendo produtos com protetor solar e de acordo com o tipo de pele (se necessário, pode-se consultar um dermatologista). A retirada da maquiagem no fim do dia permite que a pele respire livremente e impede o surgimento de acne e cravos. Os cosméticos são responsáveis pelo ressecamento da pele (eles retiram a umidade da epiderme), juntamente com a exposição excessiva ao Sol, alimentação inadequada, etc.

Como diz o ditado, “a beleza vem de dentro”. Para garantir isto, é importante tomar cuidados com a maquiagem. Alimentos ricos em colágeno (como gelatina, que pode ser sem adição de açúcar) ajudam a firmar a pele, enquanto os ricos em antioxidantes eliminam os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce.

Damasco, cenoura, tomate e mamão são ricos em betacaroteno. As frutas cítricas (laranja, mexerica, goiaba, etc.), em vitamina C.

Gérmen de trigo, óleos vegetais e nozes, em vitamina E. Ostras, fígado, cereais integrais e cebola, em minerais, como selênio e zinco. Soja, uva, alho, beterraba e berinjela, em isoflavona. Todos eles são antioxidantes naturais, sem nenhuma contraindicação.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.