Histórias sobre os pretzels

Guloseimas simples, os pretzels são identificados à purificação e à penitência.

Pãezinhos salgados ou doces feitos apenas com farinha de trigo, água e fermento, os pretzels surgiram no século VII, na atual Alemanha. As receitas incluem o polvilho dos pretzels com sementes, como papoula ou gergelim, queijo e bacon, açúcar cristal, chocolate, canela, glacê, etc. Além da Alemanha, os pretzels são comuns na França, norte da Itália e EUA.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

A origem exata dos pretzels é desconhecida, mas a tradição diz que um monge criou os pães para recompensar crianças que aprendiam as orações e versículos bíblicos ensinados no catecismo. O religioso moldou as tiras da massa em forma de braços em oração. O pãozinho foi batizado de pretiola, que significa “pequena recompensa”, em latim. O mosteiro onde os pretzels foram criados nunca foi determinado com exatidão.

Os pretzels apresentam três círculos, relacionados à Santíssima Trindade Cristã – Pai, Filho e Espírito Santo. A simplicidade da receita é um símbolo da pureza. Durante a Quaresma, período que antecede a Páscoa, os católicos são proibidos de comer carne, leite, ovos e seus derivados, como queijo e manteiga.

A cultura popular incluiu outros significados: sorte, prosperidade e plenitude, e também outros ingredientes, tornando os pretzels cada vez mais populares, de um trivial café da manhã a festas de casamento. Em diversas localidades, adotou-se o costume de depositar pretzels em caixões de defuntos, antes do sepultamento.

Os pretzels salvaram Viena

O Império Turco Otomano ficou conhecido pelo seu poderio militar. No início do século XVI, os turcos pretendiam expandir seu território em direção à Europa. Em 1510, eles estavam muito perto de Viena, capital da Áustria, já então uma grande cidade. Decidiram por um ataque surpresa no fim da madrugada, quando os habitantes ainda estariam dormindo.

O plano bélico só teve um erro: eles não contavam com os padeiros austríacos, que se levantavam bem antes do nascer do Sol para preparar pretzels. Ao observar o movimento das tropas, os panificadores acordaram toda a cidade, que puseram os soldados para correr, privilegiados por atacar do alto das muralhas de Viena.

Bush filho e os pretzels

Em 2002, o então presidente americano George W. Bush engasgou-se ao comer um pretzel, enquanto assistia a um jogo de futebol americano. Dizem que a reação foi tão forte que ele chegou a perder os sentidos. Ao cair, o presidente ficou com um hematoma na bochecha e uma ferida no lábio, machucados estampados em todos os jornais dos EUA.

Considerando os efeitos e a “inteligência” do político, ele deve ter imaginado que o pãozinho devia ser comigo como pipoca, e enfiou um pretzel inteiro na garganta. Ou então, o pretzel era um terrorista disfarçado.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.