Hemorragia Nasal – Causa e o que fazer

As hemorragias nasais, tecnicamente chamadas de epistaxe, epistaxis ou sangramento do nariz é o nome dado a qualquer perda de sangue pelo nariz, geralmente pelas narinas, e, pode ser dramática e assustadora. Qualquer ruptura de vasos sanguíneos pode acelerar a perda de sangue pelo nariz.

Felizmente, a maioria das hemorragias nasais não são graves e geralmente podem ser tratadas em casa, embora a intervenção médica, por vezes, possa ser necessária.
As epistaxis são classificados de acordo com o local onde se originam, e são descritas como epistaxe anterior (originária a partir da frente do nariz e com sintomas não muito graves) ou posterior (proveniente da parte posterior do nariz, situada mais no interior, menos comum, mas com efeitos mais graves).

Hemorragia Nasal   Causa e o que fazer

As hemorragias nasais anteriores perfazem mais de 90% de todas as hemorragias nasais. A hemorragia geralmente origina em um vaso sanguíneo sobre o septo nasal, no conhecido “Plexo de Kiesselbach”, que extremamente rico em ramificações de artérias dos subseptos, onde uma rede de vasos convergem.

Este tipo de hemorragia é geralmente fácil de controlar, quer através de medidas que podem ser executadas em casa ou por um profissional de saúde.

Já as hemorragias nasais posteriores são muito menos comuns do que as hemorragias nasais anteriores. Elas tendem a ocorrer mais freqüentemente em pessoas idosas. A hemorragia geralmente origina em uma artéria na parte de trás do nariz. O sangramento começa na área mais alta, dentro do nariz e o sangue flui para baixo e para a parte de trás da boca e da garganta, mesmo se a pessoa está sentada ou em pé. Estas hemorragias nasais podem ser muito graves e exigem atenção médica urgente. Como são mais complicadas normalmente requerem a admissão hospitalar e atendimento emergencial por um otorrinolaringologista.

As hemorragias nasais tendem a ocorrer mais frequentemente durante os meses de inverno e em climas secos e frios. Elas podem ocorrer em qualquer idade, mas são mais comuns em crianças de 2 a 10 anos e adultos com idade entre 50 a 80 anos. Por razões desconhecidas, os sangramentos nasais ocorrem mais comumente nas primeiras horas da manhã.

Causas:

A maioria das hemorragias nasais não têm uma causa facilmente identificável. A maioria das causas são relacionadas com traumas faciais mais graves, como um soco, um nariz quebrado e deslocado em acidentes automobilísticos, uma queda, uma coceira efetivada com mais força e similares. O nariz pode sangrar facilmente se for assoado com muita força ou lesionado por uma pancada por exemplo. Isso ocorre porque existem muitos vasos sanguíneos na mucosa interna do nariz. Porém as causas mais possíveis das epistaxis podem ser elencadas:

1. A exposição ao ar quente e seco por períodos prolongados de tempo;
2. Locais com altitudes elevadas;
3. Infecções nasais e sinusites;
4. Rinite alérgia;
5. Introdução de corpo estranho no septo nasal;
6. Cirurgia nasal;
7. Desvio ou perfuração do septo;
8. Doenças arteriais;
9. Forte impacto na cabeça e
10. Utilização de cocaína, dentre outros.

Em menor escala, podemos elencar alguns tipos de doenças subjacentes ou o uso de certos medicamentos que podem também causar uma hemorragia nasal de difícil controle: a incapacidade de coagulação do sangue que se utilizam de antiinflamatórios não-esteróides ou aspirina; medicações tópicas nasais, como corticóides e anti-histamínicos, doenças hepáticas, o abuso crônico de álcool, doenças renais, distúrbios plaquetários, as malformações vasculares (tumores) do nariz e a pressão arterial elevada que podem contribuir para o sangramento.

As crianças têm hemorragias nasais com mais freqüência do que os adultos, normalmente a partir da membrana nasal irritante (ficam “pegando e coçando” o nariz) ou de trauma (como uma bola de futebol no rosto). Em contrapartida se os adultos têm hemorragias nasais com alguma frequência, pode ser um indicador de um problema médico mais grave.

Primeiros Socorros:

Os primeiros socorros a se prestar em caso de hemorragia nasal são:

1. Pressionar a narina que sangra até que pare de sair sangue, se necessário respirando pela boca: deve-se inclinar para frente, não para trás ou minimamente deixar a pessoa sentada, ereta, com as costas e cabeça apoiadas numa cadeira e com a cabeça reta. O sangue precisa ir a algum lugar e provavelmente irá descer para a garganta. Se a vítima se inclina para trás, o sangue pode parar na traquéia causando uma via aérea obstruída, ou ir para o estômago, fazendo com que a vítima vomite. Portanto, aperte o nariz da vítima logo abaixo da ponte óssea e incline-a para a frente. Os dedos devem estar no tecido mole. Se ainda há sangue fluindo, ajuste a sua aderência. Não deve haver sangramento visível enquanto você está segurando o nariz. Os vasos sangüíneos que suprem a membrana nasal estão sendo pinçados contra a ponte óssea (a parte mais difícil) para diminuir o fluxo de sangue e não criar um coágulo. Manter o nariz durante pelo menos 5 minutos. Só verifique se parou o sangramento após os 5 minutos. Após 5 minutos, libertar a pressão para ver se o sangramento parou. Se não, repita o mesmo procedimento, só que agora para 10 minutos. Lembre-se: só verifique novamente o sangramento após os 10 minutos. Repita por mais 10 minutos, se necessário.

2. Coloque uma pedrinha de gelo ou uma bolsa de água gelada sob a ponte do nariz para comprimir os vasos sanguíneos. Faça isso em adição a pressão nasal.

3. Faça um rolinho compacto com um pedacinho de algodão e coloque dentro da narina que sangra, vá trocando, se for necessário.

4. Pode-se utilizar um pouco de vaselina dentro da narina, se o problema do sangramento for a secura do nariz.

Após uma situação de hemorragia nasal, a vítima não deve assoar o nariz durante pelo menos 4 (quatro) horas, nem saltar, correr, ou fazer qualquer ação física mais forte, durante este período.

Se um sangramento no nariz não para depois de 10 a 20 minutos de pressão direta, recomenda-se a ida a um hospital para uma consulta médica.

O tratamento é inicialmente o mesmo para hemorragias anteriores. O médico pode embalar o nariz com gaze ou um balão de látex inflável se o sangramento não parar e pode até ser feita uma cauterização dos vasos sanguíneos com anestesia local, se for necessário.

Uma última e útil observação é que narizes sangrentos após um trauma na cabeça pode indicar uma lesão cerebral – especialmente se o sangramento ocorre sem lesão facial óbvia. Se uma vítima de trauma significativo – como um acidente de veículo ou queda – tiver um sangramento do nariz, leve-a urgentemente para um hospital!

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!


GRÁTIS: Receba atualizações por Email:

Cadastre seu email e receba atualizações do Blogadão no seu e-mail. É grátis!

Comente no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 comentários