Hábitos que ajudam a pele envelhecer mais rápido

Muitas escolhas de estilo de vida contribuem para o envelhecimento precoce da pele. Conheça quais são esses costumes e evite-os.

Muitas das causas externas de envelhecimento da pele são determinadas pela saúde e decisões de estilo de vida que você pratica todos os dias. Uma parte importante de qualquer programa de tratamento anti-envelhecimento, é saber o que você pode estar fazendo e, se está prejudicando a sua pele. Para saber mais, confira a lista abaixo.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

1. Fumaça de cigarro

Se você fuma, ou você passa tempo com um fumante, saiba que a fumaça do cigarro é prejudicial para a sua pele. Uma pesquisa recente mostrou que a exposição à fumaça do cigarro aumenta significativamente as rugas da pele e secura. Isto é, a fumaça de cigarro elimina os benefícios da vitamina C no seu corpo, que é um ingrediente chave para manter a pele hidratada e úmida.
Alguns pesquisadores acreditam que a exposição à fumaça de cigarro (se você fuma ou não) é tão prejudicial para o envelhecimento da pele como a exposição aos raios ultravioletas do sol.

2. Exposição ao sol

A exposição ao sol contribui, e muito, para o envelhecimento da pele. A pele desprotegida que está exposta ao sol fica manchada com o tempo. Além disso, as sardas podem se transformar em manchas marrons, a pele adquire uma aparência seca, aumenta a flacidez e o aparecimento de rugas, e o pior: o risco de câncer de pele é significativamente aumentado pela exposição ao sol.

A boa notícia é que os danos do sol podem ser evitados, e se você começar a se cuidar agora, pode melhorar a condição da pele danificada.

• Consulte o seu médico para avaliar a quantidade de danos que podem ter sido causados pelo sol, e para descartar um possível câncer de pele. Ele pode prescrever medicamentos para ajudar a reduzir os estragos existentes.

• Se você quiser evitar o envelhecimento da pele, mas não quer evitar o sol, certifique-se de usar protetor solar contra os raios UVA e UVB, com FPS 15 ou superior, e use-o durante todo o ano, mesmo em dias nublados. Já que as nuvens não protegem da exposição aos raios ultravioleta.

3. Falta de exercício

Viver uma vida sedentária contribui para o envelhecimento da pele, porque o exercício ajuda a tonificar os músculos e faz o sangue fluir melhor no corpo. mantenha uma rotina de exercícios e com o tempo, será possível ver os benefícios causados ao corpo e pele.

4. Exposição ao frio

os ventos frios e baixas temperaturas contribuem para o envelhecimento da pele, tornando a pele seca. Então se você ficar exposta ao frio, não se esqueça de usar um bom hidratante.

É importante usar hidratante dentro de casa também, já que o ar das salas aquecidas artificialmente pode ressecar a pele. Considere o uso de um umidificador para ajudar a manter sua pele mais confortável e reduzir os efeitos de envelhecimento.

5. O uso de álcool

O álcool contribui para o envelhecimento, pois dilata os vasos sanguíneos pequenos na pele. Ao longo do tempo, esses vasos sanguíneos podem se tornar permanentemente danificados, criando uma aparência deficiente e repleta de veias estouradas na superfície da pele.

6. Estresse

Talvez você já tenha escutado esta expressão: “Não faça cara feia, pois seu rosto pode ficar desse jeito.” O estresse e a preocupação faz você franzir a testa, e ao longo do tempo os músculos do rosto começam a se conformar com esse movimento.

Para evitar que isto aconteça, esteja ciente de seu nível de estresse e tente variar suas expressões faciais durante o dia. Um bom programa anti-envelhecimento da pele deve incluir a meditação, ioga, exercícios físicos, ou outras técnicas de relaxamento. Manter o estresse sob controle – e linhas de expressão e rugas – vai ajudá-la a sentir mais jovem e o resultado comprovará este fato.

7. Falta de sono

Dormir pouco faz com que você parecer e se sentir cansado. Um dos primeiros lugares afetados pela falta de sono é o rosto, devido às olheiras e bolsas sob os olhos, e flacidez da pele. A falta de sono também é um fator importante na perda de memória e sintomas de depressão, que incluem baixo rendimento nas atividades diárias e pensamentos negativos.

A pesquisa mostrou que a maioria dos adultos funciona melhor com 8-9 horas de sono a cada noite. Reduzir a cafeína durante o dia (com nenhuma à noite), evitar comer pelo menos 2 horas antes de dormir, e manter uma rotina de sono que inclui ir para a cama no mesmo horário toda noite.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.