billig forbrukslån | forbrukslånhjelpen.no | lån på dagen

Estou grávida! Devo abandonar a faculdade?

A rotina de estudos na faculdade exige tempo e dedicação do estudante, mas quando ocorre uma gravidez meio a este tempo, o que fazer? A dúvida de muitas mulheres e se a melhor solução é ou não largar a faculdade?

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Todos sabem que a vida de um recém-nascido exige muitos cuidados, mas a melhor solução não é largar por completo sua vida estudantil. Os especialistas afirmam que é possível conciliar as duas atividades, no período de gestação a maioria das mulheres não têm problemas, poderá correr com a vida tranquilamente. Talvez haja um pouco de dificuldade durante o primeiro mês do bebê, mas pode ser programado com a ajuda da família e do pai.

Um dos pontos chaves para que se consiga conciliar as duas atividades é o apoio da família. O diálogo, segurança, carinho e auxílio ajudarão em muito a conciliar gravidez/estudos.

É muito importante que o pai ajude nos cuidados do bebê, isso proporcionará uma sobra de tempo para a mãe se dedicar aos estudos. Lembre-se, que se você trabalha com carteira assinada ou contribui para a previdência social terá o direito da licença-maternidade durante quatro meses.

Se sua gravidez não for de risco, poderá seguir com os estudos até perto de ter o bebê, caso seja de risco é importante entrar em contato com a secretaria da universidade para requerer que os exames sejam feitos em casa. Se informe, pois há faculdades que têm departamentos especializados para atender as alunas grávidas.

A opção de trancar a matrícula deve ser a última. Neste período o tempo é seu bem mais valioso, por isso saiba usá-lo. Mantenha suas consultas médicas em ordem, qualquer problema que apareça avise seu médico. O mais importante é que você e o bebê estejam bem e felizes, não adianta sacrificar sua vida ou pará-la para seu filho, porque daqui alguns anos poderá culpá-lo por isso. Peça ajuda de seu companheiro e família que tudo dará certo.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

01 Comentário

  • Toda estudante-gestante tem direito à licença-maternidade a partir, normalmente, do 8º mês de gestação e com duração que varia de 60 a 120 dias de ‘reclusão’, dependendo da instituição.
    No caso de alunas-bolsistas (dependem de assistência estudantil para permanecer na universidade) seus benefícios não são perdidos durante esse período em que dão continuidade aos seus estudos de seu domicílio.
    O desafio posterior À gestação é com a creche. Algumas universidades públicas possuem unidades de educação infantil para atender a seu público interno, devendo a mãe increver-se para obter a vaga para o seu filho (normalmente a distribuição das vagas se dá por categoria: docentes, servidores técnico-administrativos, estudantes).

    Na UFSCar foi aceito e implementado o pleito de estudantes que reivindicavam um auxíli-omoradia específico para mães e pais universitários. Com essa articulação conseguimos garantir o direito a uma bolsa-moradia de r$400 que é ofertada a partir do 7º mÊs de gestação até os 5 anos completos da criança ou a conclusão do curso de graduação de seu responsável.

    http://www.proace.ufscar.br/bolsa-e-auxilio-para-estudantes-1/bolsa-mae

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.