forbrukslån på dagen | forbrukslån billig | forbruksln

Erros médicos: 17 dicas para evitá-los

Erros médicos podem ser comuns, mas não devem acontecer. Afinal, uma única falha pode custar a vida de alguém. Saiba como fugir desse problema na hora H.

Os erros médicos podem ocorrer em qualquer parte do sistema de saúde: em hospitais, clínicas, centros cirúrgicos, lares de idosos e farmácias. E envolvem medicamentos, cirurgia, diagnóstico, equipamentos, ou relatórios de laboratório. E ainda podem acontecer durante as tarefas mais rotineiras, como quando um paciente do hospital, em uma dieta livre de sal, e lhe é dado uma refeição repleta do ingrediente.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

A maioria dos erros pode resultar em problemas criados pelo próprio complexo sistema de saúde. Mas os erros também acontecem quando os médicos e os pacientes têm problemas de comunicação. Nesse caso, você pode seguir as dicas para prevenir este mal.

Medicamentos

1. Quando estiver prestes a passar por um procedimento, certifique-se de que todos os médicos sabem sobre cada medicamento que você está tomando. Isto inclui medicamentos de prescrição e suplementos alimentares, como vitaminas e ervas.

2. Leve todos os seus medicamentos e suplementos para as consultas médicas. Eles podem ajudar o médico a evitar algum suposto problema.

3. Verifique se o seu médico sabe sobre as alergias e reações adversas que tiver de algum medicamento.

4. Quando o médico passa uma receita para você, veja se está legível. Se você não conseguir entender, o farmacêutico pode ser incapaz também, podendo te indicar o remédio errado.

5. Peça informações ao doutor sobre o medicamento receitado, como:

O remédio serve para o quê?
Por quanto tempo terá de consumi-lo?
Que efeitos secundários são prováveis? O que devo fazer se eles ocorrerem?
É possível usar este remédio mesmo com os suplementos alimentares ou outros medicamentos que você consome?
Que tipos de alimentos, bebidas, ou atividades devo evitar enquanto estiver tomando este medicamento?

6. Quando for comprar o medicamento na farmácia, sempre verifique se é o remédio receitado pelo seu médico.

7.Se você tiver qualquer dúvida sobre as instruções no rótulo, pergunte ao profissional. Por exemplo, esclareça se “quatro vezes ao dia” significa tomar uma dose a cada 6 horas durante todo o dia ou, apenas durante as horas normais de vigília.

8. Pergunte ao farmacêutico qual é o melhor dispositivo para medir o remédio líquido. Dispositivos especiais, como seringas marcadas, ajudam as pessoas a mensurar a dose certa.

9. Peça informações por escrito sobre os efeitos colaterais que o medicamento pode causar. Se houver um pré conhecimento sobre o que pode vir a acontecer, estará mais preparado caso ocorra algo.

No hospital

10. Se você estiver em um hospital, considere pedir a todos os profissionais de saúde que irão tocar em você para que lavem as mãos. O ato pode evitar a propagação de infecções nos hospitais.

11. Quando você estiver recebendo alta do hospital, pergunte ao seu médico qual o plano de tratamento que deve seguir em casa. Isso inclui novos medicamentos, certificando-se de saber quando uma consulta deve ser marcada, e quando você pode voltar às suas atividades regulares.

É importante saber se você deve ou não continuar a tomar os medicamentos que estava ingerindo antes da internação. Obter instruções claras pode ajudar a prevenir um retorno inesperado ao hospital.

Cirurgia

12. Se estiver prestes a começar uma cirurgia, certifique-se que você, o seu médico, e seu cirurgião concordam exatamente sobre o que será feito.

Casos de cirurgias no local errado (por exemplo, ter o joelho esquerdo operado em vez do direito) são raros, mas acontecem. Os cirurgiões devem assinar suas iniciais diretamente no local a ser operado antes da cirurgia.

13. Se você puder escolher, opte por um hospital onde saiba que outros pacientes fizeram o mesmo procedimento que você fará. Geralmente os pacientes tendem a ter melhores resultados quando são tratados em hospitais que têm uma grande experiência com a sua condição.

Outros passos

14. Se você tiver quaisquer dúvidas ou preocupações tem todo o direito de questionar quem está envolvido com o seu cuidado.

15. Não presuma que todos os médicos possuam as informações que eles precisam para a sua cirurgia, certifique-se disso.

16. Peça a um familiar ou amigo para ir a todos os compromissos médicos com você. Mesmo que não precise de ajuda no momento, poderá precisar mais tarde.

17. Saiba mais sobre a sua condição e tratamentos, informando-se com seu médico e enfermeiro, e também buscando outras fontes confiáveis.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.