Dores e sinais que não podem ser ignorados

A negligência com dores e sinais pode provocar problemas sérios de saúde: eles não devem ser ignorados.

Trabalhar, estudar, passear, namorar, cuidar dos filhos. O cotidiano cheio de atividades normalmente impede as pessoas de se submeterem a avaliações médicas periódicas. Brasileiros, especialmente, têm o hábito de fugir de consultórios. Mas o check-up regular previne muitas doenças e garante o tratamento de males já instalados. Mas mesmo quem não cultiva este hábito saudável deve ficar atento a algumas dores e sinais, que não podem ser ignorados.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Dores e desconfortos são sinais de que algo está errado. Em alguns raros casos, algumas pessoas não sentem dor em nenhuma situação, e isto também é uma doença, a síndrome da insensibilidade total, que causa prejuízos sérios à saúde: seus portadores se expõem a queimaduras, fraturas e traumas graves. Quando os sintomas surgem, o organismo está emitindo um sinal de alerta: os sistemas e tecidos não estão funcionando adequadamente.

Procurar um especialista para investigar estes sintomas é fundamental para diagnosticar possíveis doenças no início do seu desenvolvimento, o que aumenta as probabilidades de cura com mais rapidez e sem sequelas. Em alguns casos, o auxílio médico pode evitar a progressão de um infarto ou de um AVC (acidente vascular cerebral), problemas que podem determinar a morte ou prejuízos severos ao paciente.

É evidente que não é preciso correr para o hospital ao primeiro espirro, nem por causa de dores musculares após um exercício físico ou esforço incomum. Um adulto saudável não precisa se preocupar com estes sinais imediatamente, a menos que haja um surto de gripe incomum na região. Mas é preciso “ouvir” o corpo quando surgem desconfortos agudos ou persistentes, mesmo que leves.

Gripes não curadas

Gripe é uma infecção causada pelo vírus Influenza, cujo ciclo dura entre três e sete dias. Quando os sinais, como tosse e coriza, não são eliminados e permanecem por 15 dias ou mais, outras doenças podem ter se instalado no organismo.

Especialmente quando a febre persiste, a partir dos 38°C, é preciso consultar o médico. Em geral, gripes não deixam sequelas, mas podem provocar rinites e sinusites (doenças crônicas) e problemas mais graves, como pneumonia (infecção dos pulmões) e pleurisia (infecção da membrana que reveste os pulmões), que muitas vezes requerem internação hospitalar.

A bronquite asmática é outra situação que requer cuidados. Poluição e tabagismo, aliados a uma gripe, podem ser os responsáveis pela instalação de uma crise, que pode ser grave e necessitar de acompanhamento. O mau funcionamento dos pulmões e brônquios afeta o ritmo cardíaco.

Perda ou ganho de peso

O emagrecimento súbito pode indicar várias infecções, hipertireoidismo, anorexia e bulimia e até depressão. Variações de peso súbitas, não relacionadas a dietas de emagrecimento, são sinais claros de que algo está errado com o metabolismo.

O ganho de peso excessivo, num curto período, indica a possibilidade de hipotireoidismo e o sobrepeso está relacionado ao diabetes, a doenças coronarianas e vasculares. Na maior parte dos casos, está relacionado à redução ou eliminação dos exercícios físicos – o que pode estar relacionado a uma alteração da rotina; uma mudança de emprego, determinando o uso do transporte público em lugar da caminhada até o local de trabalho, determina o sedentarismo e consequente aumento de peso.

Dores de cabeça constantes

A cefaleia persistente é um dos problemas mais ignorados pela população. Pode ser causada por exposição excessiva à luminosidade do monitor do PC, mas também indica problemas de visão, tumores e aneurisma cerebral.

Quando vem acompanhada de enjoos e náuseas, insensibilidade ou paralisia num lado do corpo, dificuldade de fala ou alterações visuais, a dor de cabeça pode estar sinalizando um AVC. O atendimento médico é urgente. O acidente pode causar até a morte.

A dor de cabeça crônica é um dos principais fatores de automedicação, e o uso constante de analgésicos prejudica a mucosa do estômago, provocando gastrite e úlcera, que pode ocorrer também no duodeno, a primeira porção dos intestinos.

Dores de cabeça sem causas estabelecidas, como o abuso de alcoólicos no dia anterior, brigas e discussões com pessoas muito próximas ou falta de sono, quando ocorrem mais de três vezes no mês ou mudam de padrão – por exemplo, alterações no foco da dor, passando do lado direito para o esquerdo – são sinais que não devem ser ignorados.

Outros sintomas

Marcas na roupa íntima são comuns – este é o motivo por que as usamos. No entanto, quando surgem manchas de secreções mais intensas, a pessoa pode estar com uma doença venérea ou infecções na bexiga, ureter ou uretra. A presença de sangue na parte posterior de cuecas e calcinhas é sinal do surgimento de hemorroidas (varizes nas veias que irritam a porção final do reto).

As mulheres se acostumam a conviver com a tensão pré-menstrual e subsequentes cólicas menstruais. Efetivamente, um incômodo que não impeça a produtividade e os relacionamentos sociais é aceitável, mas quando isto se torna impeditivo, é preciso procurar ajuda. Estudos indicam que as mulheres esperam, em média, oito anos, com muitas dores, antes de consultar um médico, período em que se podem instalar vaginites e endometrioses graves. A endometriose pode impedir a gravidez.

Ardência durante a micção está relacionada a infecções e inflamações no sistema excretor, como cistite e cálculo renal (as famosas pedras dos rins). Alguns tratamentos caseiros, como a ingestão de chá de quebra-pedra, surtem efeito, mas é preciso o encaminhamento para o urologista, para evitar complicações. Esta ardência também está relacionada a DSTs e, no caso dos homens, problemas com a próstata e as vesículas seminais.

Dores musculares que não cedem podem indicar inflamações como bursite e tendinite, problemas de artrite ou artrose, ou desvios da coluna cerebral, como escoliose, cifose e lordose. Todos estes males requerem intervenção clínica e fisioterápica.

Alguns sinais podem não indicar doenças, mas também não devem ser ignorados: enjoos matinais, retenção de líquidos e pausa na menstruação são, como todos sabem, indicações de que um bebê está a caminho. Se a expectativa for confirmada, é preciso iniciar os exames pré-natais o mais cedo possível, para garantir a gravidez tranquila e a boa saúde da criança.

Qualquer dor indeterminada requer investigação médica (nem é preciso falar da pressão no peito, seguida de taquicardia e, em alguns casos, dor nos braços, sinal claro de infarto do miocárdio). É preciso prevenir-se: dieta balanceada, exercícios físicos, bons inter-relacionamentos pessoais. Se o incômodo surgir, é preciso avaliar os problemas.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.