forbrukslån billigste rente | billig lån uten sikkerhet | forbrukslån

Doenças da tireoide afetam 15% dos brasileiros

Doenças da tireoide, glândula importante na regulação no metabolismo, prejudicam a qualidade de vida de muitos brasileiros.

Pesquisas realizadas pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia constataram que 15% dos brasileiros com mais de 45 anos têm problemas com a tireoide. São doenças genéticas e, portanto, não podem prevenidas, mas o tratamento logra bons resultados, especialmente quando o diagnóstico é precoce.

A tireoide é uma glândula situada no pescoço, à frente da traqueia, logo abaixo do pomo-de-adão, responsável pelo controle das atividades metabólicas e também desenvolvimento do sistema nervoso das crianças. Interfere, portanto em praticamente todo o organismo. A glândula produz os hormônios triodotironina e tiroxina, que regulam os estoques de energia em nosso corpo.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

As duas principais doenças da tireoide estão relacionadas ao seu funcionamento. No hipotireoidismo o órgão trabalha pouco (produz baixa quantidade de hormônios); no hipertireoidismo, trabalha em excesso. As irregularidades podem estar relacionadas ao desenvolvimento de nódulos na tireoide.

O hipotireoidismo (geralmente associado à doença de Hashimoto), ao reduzir a produção dos hormônios, provoca aumento do volume da glândula (bócio), astenia (cansaço, que pode estar relacionado a irritabilidade), pele seca, dores nas articulações, inchaços, perda de cabelos, ganho de peso, prisão de ventre e alterações na menstruação.

Casos graves e não tratados podem levar ao coma. O bócio era uma doença comum até cerca de 100 anos atrás, causado por deficiência de iodo no organismo. Com a adição do iodo ao sal de cozinha, a ocorrência da doença foi reduzida a níveis estatisticamente insignificantes.

O hipertireoidismo (geralmente associado à doença de Graves) também provoca bócio, olhos esbugalhados, sudorese excessiva, insaciabilidade (aumento de fome e sede), perda de peso, irritabilidade, ansiedade e tremores. Enquanto a falta dos hormônios produzidos pela tireoide provoca intolerância ao frio, o excesso provoca intolerância ao calor.
O diagnóstico é feito através de exames de sangue. O tratamento do hipotireoidismo é feito com reposições hormonais, enquanto, para o hipertireoidismo, algumas drogas inibem a produção. Quando o paciente não responde adequadamente ou em caso de detecção de nódulos pode implicar a retirada do órgão, o que é feito cirurgicamente ou com aplicações de iodo radioativo. Nestes casos, a reposição hormonal será necessária pela vida toda.

Nódulos na tireoide, que podem ser detectados por exames de ultrassom, são bastante comuns: cerca de 30% das mulheres adultas enfrentam este problema. Pequenos nódulos não demandam tratamento e são apenas acompanhados pelo endocrinologista. A maioria dos nódulos é benigna: são cistos e adenomas. Apenas um em cada 20 casos de nódulos diagnosticados é maligno.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.