forbrukslån | forbrukslånhjelpen | forbrukslånhjelpen

Dicas para uma plantação caseira de cogumelos

Cogumelos enriquecem diversos pratos e nascem em qualquer lugar. Confira algumas dicas para uma plantação caseira.

Uma plantação caseira de cogumelos pode ser encarada como um hobby, um incremento a ser empregado na própria cozinha de casa ou o começo de uma atividade rentável. São necessários alguns equipamentos e um pouco de trabalho, mas a colheita está assegurada, já que estes seres apresentam estrutura bastante simples e o cultivo apresenta um ciclo bastante rápido.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, cogumelos não são plantas. No entanto, eles não apresentam raiz, nem realização fotossíntese, a absorção, pelos vegetais, do gás carbônico durante o dia e a sua liberação quando o Sol se põe.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Na escola fundamental, aprendemos que os seres vivos estão divididos entre o Reino Vegetal e Animal, mas os cogumelos (além de seus parentes próximos, fungos e bolores) pertencem a um reino específico para os fungos.

A natureza viva também está classificada no Reino Monera (bactérias) os e a maioria dos demais seres microscópicos, unicelulares ou não, estão agrupados no Reino Protista. A exceção fica por conta dos vírus, que merecem uma categoria especial.

As características dos cogumelos comestíveis

Os cientistas já identificaram 1,5 milhão de espécies de fungos (200 mil são cogumelos combustíveis), mas acreditam que este número equivalha a apenas 30% do total. Apesar de alguns serem venenosos ou alucinógenos, outros são bastante úteis.

Alexander Fleming descobriu a penicilina ao observar a formação de um bolor que destruía as bactérias ao redor. Os fungos também são responsáveis pela produção de alguns dos alimentos mais comuns da humanidade: pães, bolos, queijos, vinhos e cervejas não poderiam existir sem a fermentada proporcionada pelos bolores.

Para a maioria dos simples mortais, no entanto, uma plantação caseira de cogumelos pode incrementar a produção gastronômica ou simplesmente servir para renovar a decoração dos ambientes. Na culinária, os mais conhecidos são o paris (que entra na receita do estrogonofe, por exemplo), portobelo, shimeji e shitake. Os dois últimos são comuns na cozinha oriental, mas também empregados podem ser empregados em risotos, macarronadas, sopas, tortas ou apenas marinados em azeite e vinho branco, para serem servidos como antepasto.

A plantação de cogumelos

Ela pode ser feita em um quintal, terraço ou em um pequeno canto da sala. A produção, claro, está diretamente relacionada ao espaço disponível, mas muitos apaixonados pelos cogumelos que iniciaram a plantação como passatempo, alugaram galpões e obtiveram uma nova fonte de renda.

O processo tem início com a escolha das espécies e a obtenção das sementes, que podem ser adquiridas em diversas lojas dedicadas à agropecuária, inclusive pela internet. Se algum imprevisto e o início da plantação tiver que ser adiado, as sementes sobrevivem por até três meses na geladeira, em embalagens hermeticamente fechadas.

Diversos substratos podem ser empregados, tais como lenha para lareira ou cascas secas de bananeira, que devem ser colhidas ainda presas à planta (a aparência deve ser firme; a presença de manchas e pontos pretos indica a contaminação por outros fungos, que poderão apenas não interagir com os cogumelos comestíveis, como impedir o seu desenvolvimento).

As folhas podem ser picadas em um processador ou apenas cortadas em pedaços com uma tesoura. O processo de preparação com a lenha é ainda mais fácil: basta empilhá-la na forma de um quadrado. Em um local protegido do vento.

As folhas são mais difíceis de encontrar – talvez seja necessário visitar algum ambiente rural –, mas a madeira é vendida em todo o Brasil, seja para aquecimento, seja para uso em fogões rústicos – às vezes, nem tão rústicos assim, como os que preparam os refeições gourmet especialmente em pizzarias e churrascarias cinco estrelas.

O substrato deve ser molhado (mas não encharcado) antes de receber as sementes. Quando a opção for pela lenha, aconselha-se a polvilhar farelo de arroz ou soja, na proporção de dez a vinte por cento. Se for necessário corrigir o pH, as opções são carbonato de cálcio a 2% ou 4% de cal hidratada.

As lojas especializadas em jardinagem e horticultura auxiliam os novatos em uma plantação caseira de cogumelos na proporção ideal. A madeira pode ficar diretamente sobre o chão, em local onde não escorra água. As folhas de bananeira podem ser divididas em sacos plásticos, indicados inclusive para a composição de um jardim vertical (uma treliça de madeira pode acomodar diversos saquinhos; basta ter precaução na hora de fixá-la, para que todo o trabalho não desabe). Algumas empresas comercializam estes apoios para os cogumelos, dispensando o trabalho.

Os cogumelos se desenvolvem rapidamente. Algumas espécies estão prontas para a colheita apenas 20 dias depois da deposição das sementes no substrato. Tudo vai depender das preferências do “fazendeiro”, que pode inclusive se decidir por transplantar os fungos para vasos, para decorar a sala de estar, por exemplo. Os fungos adultos são bastante resistentes e não necessitam de muita rega.

Na hora de escolher cogumelos decorativos, no entanto, é preciso cuidados extras, especialmente para quem tem crianças e animais pequenos em casa. As espécies mais bonitas quase sempre são tóxicas e podem oferecer danos à saúde. As escolhas, de qualquer forma, são suas. Procure se informar ao máximo sobre as necessidades de mais um serviço em casa.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.