Dicas para superar o jet lag

O jet lag – a dificuldade em se adaptar a fusos horários diferentes – pode ser um grave incômodo, principalmente para quem viaja muito.

Em viagens de maior distância, especialmente para quem tem problemas com insônia, o jet lag costuma ser um companheiro indesejado bastante frequente. As alterações no nosso relógio interno – o ritmo circadiano – podem ser bem difícil de serem superadas, mas algumas dicas ajudam a aliviar o mal-estar.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Viajar é sempre um fato agradável, mas muita gente sofre com os males do jet lag. Há pessoas que relatam enjoos, tonturas, problemas de memória e outros sinais. Às vezes, é necessário apelar para medicamentos, mas isto deve ter acompanhamento médico, que avaliará o remédio mais indicado; enquanto alguns sentem alívio com o prolongamento do tempo de sono, outros sentem mais fadiga após dormir um longo período. Isto pode ser corrigido com remédios que provocam o sono sem sedar.

Em primeiro lugar, sempre que possível, tente se adaptar ao horário da região que você visitará alguns dias do embarque. É um truque para enganar o organismo. Durma e levante-se mais cedo se o seu roteiro é no sentido leste (a Europa, por exemplo) e faça o inverso se estiver indo para oeste (costa leste dos EUA e México).

No dia da viagem, alcoólicos (a ressaca aumenta o mal-estar), bebidas cafeinadas e tudo o que puder interferir na qualidade do sono (e consequentemente ampliar os efeitos do jet lag) devem ser evitados. Substitua-os por sucos de frutas, para manter-se hidratado. O mesmo vale para o trajeto aéreo: o ar pressurizado do avião é mais seco, por isso o organismo exige mais líquidos.

Se quiser dormir no voo, não se esqueça de levar máscara e tampões de ouvidos na bagagem de mão. Use roupas cômodas, que permitam a liberdade dos movimentos e deixe de lado as refeições mirabolantes oferecidas por algumas companhias aéreas. Prefira frutas e barras de cereais; faça pequenos lanches durante todo o trajeto.
Lembre-se de levantar-se algumas vezes, alongar-se e caminhar pelo corredor do avião. Gire pés e mãos. Dê trabalho para as articulações. Especialistas afirmam que óculos escuros facilitam a adaptação, por reduzir a intensidade da luz no ambiente (outra forma de enganar o organismo).

Aeroportos lotados, voos atrasados, cancelados ou transferidos têm sido uma situação frequente no Brasil. Procure não se estressar demais: isto fará uma grande diferença, porque depois da irritação surge o relaxamento natural do organismo, provocando sono logo depois que o avião entra em velocidade de cruzeiro.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.