Dicas para praticar arco e flecha

Antiga arma de caça e guerra, o arco e flecha é atualmente um esporte olímpico.

Os registros mais antigos sobre o arco e flecha remontam ao Egito antigo, em cerca de 3500 a.C. Os pais construíam as armas e os segredos da manufatura eram transmitidos de pai para filho, em cerimônias religiosas. Em 1800 a.C., os assírios adotaram madeiras leves, aumentando o alcance das flechas. Os hititas, 600 anos depois, passaram a transportar os arqueiros em bigas, tornando-se imbatíveis em sua época.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Gregos, romanos, mongóis e indianos também combateram com estas armas. Na América, nossos índios usam até hoje o arco e flecha para a caça, pesca e guerra.

O esporte foi introduzido nos jogos olímpicos em 1900, mas a competição foi cancelada em 1920. Somente nos Jogos de Munique (Alemanha), em 1972, o tiro com arco voltou oficialmente. Isto ocorreu quando um número suficiente de países aderiu às regras da Federação Internacional de Tiro com Arco (FITA).

Os arcos usados são fabricados em aço ou numa composição de fibra, plástico e madeira. As cordas são confeccionadas com cânhamo. Ligas de carbono e alumínio ou madeira (abeto, pinho) são os principais materiais das flechas, que têm pontas de aço. Nas competições masculinas, o arco mede entre 1,73 m e 1,83 m. Para as mulheres, varia entre 1,50 m e 1,68 m. Os arcos mais longos são mais estáveis, enquanto os curtos imprimem maior velocidade à flecha.

Nas provas oficiais (organizadas pela FITA), os competidores realiam 144 disparos, em 12 séries com três flechas cada. A distância entre o atirador e o alvo (de 80 cm de diâmetro para tiros disparados a 50 metros ou menos e de 122 m para alvos mais distantes) é de 30 m, 50 m, 70 m ou 90 m, nas provas masculinas. As mulheres não participam de provas com alvos a 90 metros.

Para começar a praticar o esporte, o ideal é usar um arco recurvo (long bow) com 25 a 35 libras (11 a 15 kg). Arcos mais pesados exigem uma puxada mais forte e acabam tirando a atenção do iniciante para a postura e a mira. Quando o atleta aprende quais músculos devem ser acionados no momento da puxada, pode aumentar o peso do arco. A puxada é a distância entre a corda e a ponta da seta. Para calcular a puxada, basta medir a envergadura dos braços, dividir por 2,5.

É preciso identificar o olho dominante. Basta fixar o olhar num objeto a dez metros de distância, esticar os braços e cruzar os dedos, deixando um espaço entre o polegar e o indicador, como se fosse um pequeno losango. Sempre focando o objeto, comece a aproximar as mãos em direção ao rosto.

Você notará que as mãos tendem para um dos lados do rosto: este é o olho dominante. Quem é destro, mas tem o olho esquerdo dominante, deve optar por um arco para canhotos e disparar com os dois olhos abertos. Também é possível treinar o olho dominante ou simplesmente fechá-lo no momento de atirar as flechas.

As flechas de liga de carbono são as mais utilizadas, em função de sua leveza. As de alumínio são duráveis, mas podem se entortar caso você atinja uma árvore ou parede. Por fim, as de madeira são as mais baratas e também as mais tradicionais. O spine, no entanto, é um fator mais importante do que o material; ele determina a rigidez da flecha. Para o arco indicado para iniciantes, o peso das flechas é de 20 gramas. Três flechas são mais do que suficiente pra começar a praticar o esporte.

É preciso adquirir também um protetor de mão e braço. Existem modelos simples bem baratos disponíveis no mercado. O acessório é especialmente útil no início da prática, para evitar que a corda bata no braço, deixando-o dolorido e repleto de manchas roxas. O protetor de mão mais simples é apenas uma dedeira, importante porque, ao tensionar o arco, o atleta puxa 5 kg com apenas três dedos. Ele pode ser substituído por uma luva de couro.

Mais um acessório fundamental: o bowstringer. Ele é usado para colocar a corda em arcos recurvos com segurança, sem danificar as lâminas nem empenar o arco. Uma aljava facilita a prática, mas as flechas podem ser fincadas no chão, também é possível improvisar, com um tubo de PVC para transportá-las.

Com tudo à disposição, é hora de começar a treinar. Estabeleça uma linha de tiro e sinalize-a, para que ninguém a ultrapasse durante os arremessos. Atrás desta linha, estabeleça a linha de espera, atrás da qual devem ficar todos os que não estão atirando. No momento de atirar, mantenha a coluna vertebral ereta e as pernas ligeiramente abertas. Existem vídeos na internet demonstrando a melhor maneira de se posicionar.

Só vá buscar as flechas depois que todos os arqueiros tiverem atirado e os arcos estejam no chão ou em repouso. Avise claramente que está se dirigindo ao alvo – ou para onde as flechas caíram. Por fim, nunca aponte o arco em direção a qualquer pessoa.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.