Dicas para melhorar a memória

O cérebro é como biblioteca, que armazena memórias em vez de livros. E ele pode ser estimulado com dicas simples.

O cérebro é um grande trabalhador. Gasta segundos para evocar uma memória, por exemplo, o CEP da rua em que você mora ou as sensações vividas no primeiro dia de aula. Mas às vezes acontecem os brancos: você simplesmente não consegue lembrar a resposta na hora da prova, ou passa horas chamando um conhecido de “querido”, “meu caro”, “amigo”, por não conseguir se lembrar do nome.

Quando fatos assim são esporádicos, não há problema. Quando começam a se repetir com frequência a prejudicam o cotidiano, o sinal de alerta está dado: é preciso consultar um médico. Mas os lapsos e brancos do dia a dia são comuns a todos. Com algumas dicas, você pode “exercitar” seu cérebro a manter a memória em dia.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Tristeza, estresse e raiva prejudicam a memória. O cansaço também pode ser o motivo dos esquecimentos. Portanto, se você precisa se concentrar numa tarefa qualquer, durma bem na noite anterior ou ao menos relaxe um pouco. Pessoas que sofrem de depressão sempre têm problemas de memória, mas isto pode ser controlado com o uso de alguns medicamentos que aumentam os níveis de serotonina.

Exercícios físicos ajudam a melhorar a memória. O cérebro precisa de uma boa irrigação sanguínea, para se manter oxigenado e funcional e os exercícios aumentam a capacidade cardíaca. Além disso, numa caminhada ou corrida, por exemplo, você recebe muitos estímulos visuais, o que aumenta sua capacidade de retenção. Relacionar pensamentos a imagens ajuda a melhorar sua capacidade de retenção.

O consumo moderado de álcool estimula a memória. Atenção: moderado. Qualquer pessoa que algum dia tenha ultrapassado os limites sabe que o excesso provoca amnésia alcoólica e mesmo tarefas simples, como se lembrar do próprio endereço, tornam-se impossíveis. Mas há estudos indicativos de que uma taça de vinho diária melhora a memória. Se você é abstêmio ou tem histórico de alcoolismo na família, não precisa começar a beber. Existem outras formas de melhorar a memória.

Quando estiver conversando, preste atenção ao seu interlocutor. Às vezes, simplesmente ignoramos a pessoa que nos fala e, neste caso, a memória não foi nem sequer acionada. Quando estiver estudando ou desempenhando uma atividade profissional, concentre-se na tarefa. A maior parte dos esquecimentos advém das divagações que às vezes nos permitimos.

Jogos de concentração, palavras-cruzadas, charadas e enigmas melhoram bastante a memória. A leitura frequente (de jornais e revistas, por exemplo) também ajuda. Ao terminar de ler uma notícia, faça um resumo mental. E lembre-se: a prática leva à perfeição. Exercite seu cérebro constantemente e sua memória vai ficar cada vez melhor.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.