Dicas para lavar, secar e pintar os cabelos

Alguns truques simples ajudam a lavar, secar e pintar os cabelos, tornando-os mais saudáveis e bonitos.

A falta de cuidados diários é o principal vilão que prejudica a beleza e vitalidade dos cabelos. Lavar, secar e pintar os fios são tarefas fáceis, mas requerem atenção, para que não se tornem quebradiços e ressecados. O ponto de partida é conhecer o tipo de cabelo: seco, normal ou oleoso. Cada tipo exige produtos específicos.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

O couro cabeludo é uma área rica em glândulas sebáceas, cuja secreção é responsável pela hidratação da pele e dos cabelos. Quando a produção destas glândulas é insuficiente, os fios se tornam secos e requerem mais hidratantes, e o inverso ocorre com os cabelos oleosos.

A lavagem

O primeiro passo para manter a beleza dos cabelos é a higienização. É um mito dizer que lavar os cabelos todos os dias é prejudicial. No entanto, a lavagem retira a oleosidade natural, conferindo um aspecto áspero. Por isto, especialmente para quem tem cabelos longos, o ideal é lavá-los a cada dois dias. É preciso identificar o tipo de cabelo para escolher o xampu e o condicionador: além dos indicados para cabelos normais, oleosos e secos, é preciso observar se são lisos, ondulados, encaracolados, crespos ou encarapinhados. A cor natural e o uso de química para tingir ou alisar os fios também precisa ser levada em consideração.

Ao aplicar o produto nos cabelos, é preciso cuidado para não friccionar os fios, para não torná-los quebradiços, o que, além de prejudicar a aparência, altera a funcionalidade: cabelos são, em primeira instância, a proteção para a caixa craniana, que guarda nosso cérebro, o principal órgão do corpo.

Está na moda a indicação de “xampus sem sal”. Na verdade, os produtos que propagandeiam não ter sal em sua formulação na verdade são isentos de cloreto de sódio (sal de cozinha), substância aplicada para encorpar e fazer mais espuma, que se dilui facilmente na água e é eliminada no enxágue e, portanto, não danifica os cabelos. O agente de limpeza de todos os xampus é o lauril sulfato de sódio e, por definição, todas as substâncias químicas terminadas com os sufixos “ato”, “eto” e “ito” são sais.

A exceção fica nos cabelos tingidos, porque o sal de cozinha reage com o tonalizante e provoca o desbotamento dos fios. Neste caso, os “xampus sem sal” são indicados para manter a coloração.

A lavagem deve ser feita com água morna ou fria, porque a temperatura alta retira a proteção natural dos cabelos, abre os poros, prejudica a cutícula dos fios e provoca pontas duplas. Além disto, estimula a produção sebácea, aumentando a oleosidade. O último enxágue deve ser feito com água mais fria, para fechar os poros.

O uso do condicionador depende do tipo. No caso de cabelos oleosos, o produto deve ser aplicado das pontas para cima, evitando o contato com a raiz. Em cabelos normais, pode ser aplicado em toda a extensão e nos secos, o ideal é optar por condicionadores leave-in, que não são retirados no enxágue. Em qualquer caso, os cabelos não devem ser penteados embaixo do chuveiro, outro fator que provoca quebra dos fios. Se forem muito rebeldes, podem ser “acalmados” com os dedos, sem muita pressão.

Na hora de secar

Existem protetores térmicos disponíveis no mercado. Eles protegem os fios do calor excessivo. O secador é o grande responsável por ressecar os fios. Seu uso diário deve ser evitado e, sempre que for usado, a temperatura deve ser baixa e o aparelho não pode ficar a menos de 30 centímetros de distância.

Sempre que possível, é necessário deixar o cabelo secar naturalmente por 20 ou 30 minutos antes de ligar o secador. Isto permite que a temperatura do couro cabeludo se aproxime da temperatura ambiente, atenuando os efeitos agressivos do aparelho. Mas nunca deixe os cabelos enrolados numa toalha, porque isto quebra os fios e pode permitir a proliferação de fungos e bactérias, presentes no couro cabeludo ou na própria toalha.

Os cabelos encaracolados e cacheados exigem temperatura mais alta, com baixa velocidade do sopro de ar. A secagem deve seguir da raiz para as pontas. Quando os cabelos estiverem quase secos, é preciso baixar a temperatura e aumentar a velocidade. As ondas e cachos ganharão volume e uniformidade.

Cabelos oleosos devem ser secos com a ajuda de uma escova totalmente limpa. Para higienizá-la, use um palito para retirar os fios e em seguida deixe-a mergulhada numa vasilha com duas colheres de chá se sabão neutro. A escova deve secar naturalmente e não pode ser exposta ao Sol. Este procedimento deve ser feito duas vezes por semana.

Para os cabelos secos, o creme de pentear ou condicionador leave-in pode ser usado na secagem. É preciso observar os efeitos e cada pessoa deve observar a necessidade de usar os produtos e a quantidade necessária. Para os fios longos, é preciso aplicar um finalizador para evitar o frizz.

As tinturas

Muitas pessoas tingem o cabelo em casa. Em qualquer caso, no entanto, é preciso proteger a pele do rosto e do pescoço. Um protetor solar com fator FPS acima de 30 é indicado para evitar manchas e queimaduras. O teste de mecha é importantíssimo: além de indicar o resultado final, pode revelar alergias desconhecidas, que eventualmente provocam problemas graves de saúde. O ideal é deixar os cabelos sem lavar por dois dias antes de aplicar a tintura: fios muito hidratados vão impedir a absorção dos pigmentos, dificultando a coloração.

As fotos das embalagens de tintura apresentam uma tonalidade aproximada do resultado que será obtido, mas isto depende do tipo de fio. Para a primeira tintura, o ideal é procurar um profissional experiente, que conhece os efeitos dos produtos em cada tipo de cabelo. Posteriormente, as tinturas podem ser feitas em casa, a menos que seja uma transformação radical, como transformar madeixas pretas numa bela cabeleira ruiva. Nestes casos, apenas o salão de cabeleireiro pode oferecer bons resultados.

Mudanças radicais devem ser bem planejadas. Elas podem ajudar a aumentar a autoestima, mas também podem resultar em grandes desastres. É preciso avaliar se o tom combina com a personalidade, a atividade profissional e as possibilidades de reverter a tintura. Provavelmente, a secretária de uma empresa austera não será bem vista se chegar ao trabalho com uma cabeleira azul.

Não deixe o produto por mais tempo do que o indicado pelo fabricante. Tinta em excesso pode manchar e danificar os cabelos, além de provocar irritação e coceiras. Quando expirar o tempo determinado, aplique uma pequena quantidade de água fria e faça massagens suaves, até que se forme espuma. Em seguida, é só enxaguar com bastante água.

Não é preciso aplicar xampu: a maioria dos produtos já vem com produtos para higienizar, dar brilho e hidratar os fios. As tinturas devem ser reaplicadas a cada quatro semanas e existem xampus e condicionadores específicos para garantir a vitalidade e beleza dos cabelos.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.