billig forbrukslån med lav rente | forbrukslån med lav rente | forbrukslån på nett

Dicas para eliminar o cecê

Quem transpira em excesso sempre tem problemas com o cecê, principalmente em locais muito lotados.

Chega o final do dia, hora de tomar a condução para casa, passa o ônibus lotado e, para equilibrar-se, é preciso segurar o apoio, levantando o braço e deixando à mostra uma bela “pizza” sob as axilas, com seu odor habitual e nauseante. Muitas pessoas já pagaram este “mico”, que prejudica qualquer relação social. Paquerar, então, nem pensar. Mas algumas dicas simples ajudam a eliminar o cecê.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Quem transpira muito pode tentar um tratamento caseiro: fazer uma pasta de suco de limão e bicarbonato de sódio, aplicar nas axilas, aguardar 20 minutos e tomar o banho em seguida. Com esta aplicação a cada dois dias, o cheiro desagradável desaparece. O mesmo ocorre com o uso de leite de magnésia, laxante bastante popular vendido em farmácias. Bastam algumas gotas do líquido, aplicadas com um chumaço de algodão. É uma opção mais simples para os não depilados.

Geralmente, o mau cheiro desaparece em três aplicações, mas em alguns casos é preciso prolongar o tratamento até que os odores da transpiração sejam neutralizados. Vale lembrar que cecê significa “Cheiro de Corpo” e é absolutamente natural, apesar de não ser culturalmente aceito. Ele é resultado da decomposição do suor por bactérias que colonizam a pele.

Quem é alérgico a desodorantes pode usar uma pomada antiacne bastante antiga: a Minâncora. Ela elimina o suor e os odores. Talcos antissépticos proporcionam o mesmo efeito. Outro produto é o Lysoform, um desinfetante com ação bactericida. Devem ser diluídos 32ml do produto em um litro de água. A solução é aplicada sob os braços. No entanto, o produto tem formol em sua formulação, que pode agredir a pele.

Inicialmente, estes produtos devem ser aplicados algumas vezes ao dia; com o controle da transpiração e dos odores, podem ser mais espaçados, a cada dois ou três dias. Mesmo assim, muitas pessoas substituem o desodorante definitivamente. Estas três dicas também vale para o mau cheiro dos pés, o popular chulé.

É preciso também cuidar das roupas, no caso de suor excessivo: se o cheiro ficar impregnado, a máquina de lavar não vai dar conta do serviço. Antes de lavá-las, deve-se esfregar as áreas que ficam em contato com as axilas com desinfetante (na proporção 10:1, dez volumes de água para um volume de desinfetante) e deixar as camisas e camisetas de molho nesta solução acrescida de água que cubra todas as peças por alguns minutos.

Ajuda médica

Existem casos mais graves, que sugerem a possibilidade do diagnóstico de hipersudorese ou hiperidrose. Não é exatamente uma doença, mas provoca suor excessivo, muito acima do necessário para controlar a temperatura corporal. Estudos indicam que 1% da população sofre com este mal.

Lesões metabólicas, disfunções neurológicas, alterações dos centros termorreguladores e até fatores psicossomáticos podem provocar a hipersudorese. Em casos crônicos, é preciso recorrer inclusive à cirurgia: a simpatectomia, o rompimento cirúrgico de uma rede de nervos que controla o suor. A aplicação de toxina botulínica (o botox) nas axilas também pode ser a solução.

Lendas da internet

A internet é pródiga em criar e propagar mitos. Um deles é a história da Sováquia, pretenso país do Leste europeu, habitado por pessoas com pelos na boca e hálito de cecê. O país teria gerado a expressão sovaco (que é portuguesa, nada tem a ver com as línguas eslavas). A capital da República Tcheca, Praga, teria seu nome em função de vários imigrantes terem se estabelecido na região. Há milhares de sites contando a história desta nação.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.