Dicas para conviver com os vizinhos

Vizinhos podem ser bons auxiliares ou verdadeiros tormentos. Apresentamos algumas dicas para conviver bem com eles.

Ter problemas com vizinhos é bastante comum. Queixas sobre barulho, reformas, animais podem provocar atritos difíceis de superar. Quem chega em determinada vizinhança deve se adequar à rotina de quem mora há mais tempo. Em apartamentos, é preciso seguir as regras do condomínio. Mas conviver bem com os vizinhos pode trazer muitas vantagens.

Dicas para conviver com os vizinhos

A primeira dica é a simpatia. Cumprimentar todos os dias, oferecer uma fatia de bolo, mimar as crianças e oferecer-se para pequenos serviços, como retirar o lixo e ajudar a carregar as compras do supermercado quebram o gelo è predispõem os vizinhos a serem mais solidários.

Quando uma nova família se mudar para a vizinhança, demonstre sua educação. Cumprimente-os e ofereça um café ou lanche – provavelmente o gás ainda não está ligado e a mudança é um exercício que abre o apetite.

Não é preciso tornar-se íntimo dos vizinhos, mas é preciso manter a harmonia. Vai dar uma festa, fazer um churrasco, com música alta, gargalhadas e cantorias? Convide-os. Eles podem não comparecer, mas não poderão reclamar do barulho de um evento para o qual foram convidados. Em todo caso, respeite os horários de silêncio.

Vá às reuniões do condomínio, exponha suas queixas e dúvidas. E fique sempre em dia com as taxas condominiais: a inadimplência pode provocar aumento das taxas e sobrecarregar os demais condôminos.

Nos edifícios, o convívio é ainda mais próximo. Segurar o elevador para o vizinho que está entrando e puxar um papo sobre o calor ou frio permite uma convivência saudável. Quando usar as áreas comuns do condomínio – salão de festas, quadra de esportes, churrasqueira, etc. – entregue-as limpas: talvez o próximo a utilizá-las siga seu exemplo.

Descubra os nomes dos vizinhos, porteiros e faxineiros. Tratar alguém pelo nome aumenta a solidariedade e o sentimento de camaradagem.

Um bom vizinho pode emprestar aquela ferramenta que você não tem, tomar conta das crianças caso você se atrase, vigiar a casa e alimentar os pets durante uma viagem e até emprestar a clássica xícara de açúcar que está faltando para a sua receita. No entanto, isto só vai acontecer se tiver sido estabelecida uma boa convivência. Até em emergências, como casos de saúde ou problemas hidráulicos, podem ser melhor resolvidos com o auxílio de um vizinho.

Algumas pessoas são antipáticas e mal-humoradas por natureza, mas já está provado que é possível “treiná-las”. Aquele vizinho chato que entra no elevador e não cumprimenta vai ser constrangido com o seu costumeiro e indefectível “bom dia”. Água mole em pedra dura…

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!


GRÁTIS: Receba atualizações por Email:

Cadastre seu email e receba atualizações do Blogadão no seu e-mail. É grátis!

Comente no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 comentários