Dicas para a entrevista de emprego

Li no jornal A Gazeta aqui do ES algumas dicas para a entrevista de emprego que o consultor Thomas Case, criador do site de recursos humanos Catho, ensina em seu livro “Como conquistar um ótimo emprego”.

No livro é esclarecido todas as dúvidas sobre como se comportar, qual roupa usar, a questão da pontualidade, a firmeza na hora de falar e responder às perguntas do entrevistador, minimizando assim o nervosismo inicial.

Confira algumas perguntas que podem ser feitas durante uma entrevista de emprego e as dicas para se sair bem nas respostas:

- O que o levou a enviar o seu currículo a esta empresa?

Demonstre que tem conhecimento sobre a empresa e que o posicionamento dela a torna de elevado interesse para qualquer profissional.

- Por que você está deixando seu emprego atual?

Se estiver empregado, deve dizer que busca novos desafios e oportunidades. Não fale mal da empresa atual. Se estiver desempregado, conta a verdade. Caso tenha sido demitido por um corte de custos, diga isso com todas as letras. Se o motivo for outro, diga que cometeu um erro, que aprendeu a lição e que não repetirá essa falha. Essa resposta deve ser a mais curta possível.

- Quanto quer ganhar?

Se você está empregado, seu poder de barganha é grande e você pode dizer que espera ganhar mais do que hoje. Explique sua remuneração direta e benefícios, mas evite dar uma cifra. Se estiver desempregado, a melhor resposta é: “sou flexível. Gostaria de ganhar de acordo com o mercado. Em meu último emprego ganhava o seguinte…”

- Quais são seus objetivos de longo prazo?

Seja direto: “ser diretor de engenharia”, por exemplo.

- Quais são seus objetivos de curto prazo?

Seja específico: “ser gerente de vendas”, por exemplo.

- O que você procura num emprego?

“Desafio, envolvimento e chance de contribuir com a empresa” é uma boa resposta.

- Por que você acha que nós devemos contratá-lo?

Esta é a hora de explicar como você pode, com sua experiência e seu desempenho, gerar lucros para a empresa.

- Você é capaz de trabalhar sob pressão e com prazos definidos?

Diga que sim e cite exemplos.

- Qual seu ponto forte?

Fale de características universalmente desejadas: entusiasmo, persistência, dedicação, responsabilidade e competência técnica.

- Qual seu ponto fraco?

Nunca mencione algo muito negativo. Responda coisas positivas, como ser exigente demais ou perfeccionista.

- Você se prontificaria a substituir seu chefe?

A melhor resposta para esse tipo de pergunta é: “sem dúvida. Sou ambicioso e quero crescer”.

- Quanto tempo pretende ficar conosco?

Enquanto for possível crescer e contribuir com a empresa.

- O que você acha do seu chefe anterior?

Não fale mal de ninguém. Diga algo como “acho que ele é um profissional muito competente”.

- Do que você não gostava no seu emprego anterior?

Diga que gostava. Não se queixe.

- Se você pudesse começar tudo de novo na sua carreira (ou na sua vida), o que faria diferente?

Mostre que você é uma pessoa segura e diga que não mudaria nada de essencial na sua trajetória profissional, se tivesse chance.

Espero que estas dicas sejam úteis. Lembrando que não há uma receita de bolo para se dar bem em uma entrevista de emprego, o importante é se preparar, conhecer a empresa e ser sincero (mas nem tanto).

Boa sorte…

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!


GRÁTIS: Receba atualizações por Email:

Cadastre seu email e receba atualizações do Blogadão no seu e-mail. É grátis!

Comente no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

15 comentários

  1. Dionisio Afonso dos Ramos Soares escreveu:

    Gostei muito e muito mesmo

  2. Sandro escreveu:

    Fui selecionado para uma entrevista, com prova de português e matemática, para o cargo de telemarketing receptivo. Como deve ser esta prova? O que deve cair? Obrigado a todos.

    • Thaís Kyara escreveu:

      eu não sei + se vc já fez a prova me responda , não consegui resposta e não sei o q fazer a minha prova já é sabado e não tenho idéia do q vai cair de matemática,português e redação…

  3. Fábio Gimenez escreveu:

    Friedrich Nietzsche escreveu “o anticristo”. Se ele vivesse nos dias de hoje escreveria “o antirecrutador”.

  4. Sueli Santana escreveu:

    Olá, eu gostaria de receber um exemplo de como fazer uma redação para um teste em uma empresa, somente para eu poder lembrar pois faz muito tempo que não faço. Pode ser tema livre. Obrigada.

  5. Rogerio serzedelo Lima escreveu:

    NO mêS DE MAIO DO ANO PASSADO PASSEI POR UMA SÉRIE DE TESTES E ENTREVISTAS SENDO QUE PASSEI POR TODOS .ISSO OCORREU NA GELRE EMPRESA DE RECURSOS HUMANOS,AQUI EM MANAUS AM.UMA SEMANA DEPOIS ME LIGARAM PEDINDO QUE EU COMPARECESE NA EMPRESA A QUAL EU SERIA CONTRATADO.AO CHEGAR NA EMPRESA NO DIA E HORA MARCADA EU E OUTRAS PESSOAS FOMOS INFORMADOS QUE AGUARDASEMOS EM CASA QUE ENTRARIAM EM CONTATO COM NOSCO PASSADO UM ANO DEPOIS NADA DE LIGAÇÃO OU OUTRO CONTATO .SE ESTIVESSE DEPENDENDO SOMENTE DESTA OFERTA DE EMPREGO ESTARIA PASSANDO FOME ATÉ HOJE

  6. Mitilene Souza escreveu:

    Olá, tenho uma grande dúvida. No mês de julho de 2007 participei de um processo seletivo de uma empresa e passei, depois participei de um cursinho onde nos ensinavam os procedimentos da empresa esse curso durou uma semana e ele também era eliminatório e passei também até recebi um diploma de participação, e me pediram todos os documentos, fiz exame médico, preenchi um formulário para abertura de conta-salário e deixei minha carteira profissional com eles. E o pessoal do RH me disseram que quando surgisse uma vaga para minha cidade eu seria chamada, pois eles pagam uma condução só. Então aguardei e sempre eu ligava para saber se já havia surgido a vaga e sempre me diziam que não que eu teria que aguardar mais uns dias. Quando foi em abril de 2008 me ligaram dizendo que tinha uma vaga para mim, só era contra-mão e eu teria qu pegar duas conduções então eu falei para eles daí me pediram para esperar mais um pouco. E até agora estou esperando, em março deste ano liguei para saber, e els me falaram que como faziam quase 1 ano eu teria que fazer tudo denovo, participar do processo seletivo e se eu passar fazer o cursinho denovo e se eu for aprovada aí sim eles me contratariam. Eu gostaria de saber se é legal ou se eu posso processar a empresa e pedir uma indenização por danos e constrangimento. A empresa é o supermercado Dia

  7. carlos lima escreveu:

    Existem milhares de empresa no Brasil.Existe uma grande possibilidade do candidato nunca ter ouvido falar sobre.Mentir só para agradar o entrevitador, não seria um erro?Em todas eles só pergunta por que saiu do emprego anterior(será que eu tenho cara de marginal?)Sera que todos os patroes são vitimas.Se você disser quanto quer ganha eles só paga o que eles querem( se voce nâo for o Ronaldinho.Não ten muito que negociar.Na realidade eles só pagam o minimo possivel.Parece falso alguem dizer ” para o crecimento da empresa” , ja que se a concorrencia pagar melhor o individuo cotinuaria lutando pelo crescimento da empresa?Na entrevista voce disser que pode supistitur o chefe.O homem vai pessar que voce vai ser o primenro a querer derrubalo.Descupe ,mais todas essas pegundas, parece uma grande bobagem.

  8. Maria G. Silva escreveu:

    Fui Convocada para fazer uma entrevista na quarta-feira, da semana passada em uma empresa. Neste dia, além da entrevista, passei por testes de raciocínio lógivo, situacionais, matemática, portugues e redação. Acredito que fui bem nos testes. Durante a entrevista, perguntam a minha pretensão salarial, bom eu disse que gostaria de ganhar mais do que eu ganho hoje e mencionei o meu salário atual. A empresa não me abriu o salario que estão dispostos a pagar, mas disse que se gostassem da pessoa estavam dispostos a negociar e me pediram que aguardar um próximo contato. Na tarde desse mesmo dia, me ligaram e disseram que passei para a segunda fase e agendaram comigo para a quarta-feira que foi ontem. Bem na entrevista a supervisora falou assim no final:
    ____ Esta vaga é urgente, se voce for escolhida pode começar segunda-feira?
    Eu respondi que sim, já que hoje sou estagiária tenho um facil desligamento da empresa e que precisaria de apenaz dois dias.
    Então ela continuou:
    ___ Te ligo assim que tiver uma posição, se bem que eu já tenho uma resposta, te ligo hoje atarde ou no máximo amanha, que seria hoje.

    Só que ainda não ligaram. Bem não aguentei a minha anciedade e liguei primeiro na agencia que me encaminhou e me responderam que não haviam passado nada ainda. Então atarde liguei na empresa e falei com a moça do RH que me entrevistou primeiro e aplicou os testes e ela disse que daria uma posição entre segunda-feira e terça-feira da proxima semana. Então fiquei triste, poque se a vaga era urgente com início para segunda-feira e darão a resposta ainda até terça-feira, significa que estão fazendo outras entrevistas e que não faço oue procuram. Será que errei em algo?

  9. Marcelão escreveu:

    Todas as dicas são fundamentais, nada tiraria de tudo isso. Pelo contrário, até adicionaria.
    Colocaria um peixe grande na jogada… o tal do QI, que aceitem ou não, “lógico que empresa desprovida de caráter e ética” sempre vão dizer que isso não acontece lá e coisa e tals…
    Mas acontece sim.
    Ainda bem que esses QI´s não indicam “toda” a quantidade de vagas que estão disponíveis.. (ao menos na maioria dos casos).
    País como o nosso, se você duvidar que algo possa acontecer… então é melhor mudar pra França.. Canadá.. Inglaterra.. sei lá.. qualquer lugar parece ser mais justo do que esse país hipócrita, é duro de aguentar.
    Que só sabe copiar “alguns” exemplos de outros países…
    É muito cacique pra pouco índio. (Só por curiosidade, quantos dos deputados do seu Estado votou a favor da CCS ou você sabe quantos vereadores tem sua cidade e quantos acessores tem cada um:::).

  10. Marcelão escreveu:

    Puxa vida! infelizmente eu só fui ver este anúncio hoje.. tantos meses depois.
    Mas esta moça deveria ter colocado o nome da suposta empresa (com e minúsculo) e mostrar como é.
    Os Blogs tem fôrça, tem poder, pois tem o olhar da massa.
    Coloque o email, o telefone da empresa, isso é certo o que fez, brincar com a cara das pessoas é coisa de empresa hipócrita e desprovida de sensatez e brio de entidade comprometida com seus empregados e futuros empregados.
    Coloque o tel da empresa, caso contrário não há como fazer nada, pois pelo visto.. pelo tempo que demorou para finalizar as etapas que você superou, com certeza a outra leva de futuras contratadas ainda estão fazendo os testes e entrevistas.
    Aguardando…

  11. Bella escreveu:

    Olá, na verdade eu gostaria que fosse esclarecida uma dúvida que tenho a respeito de entrevistas de emprego. No mês de agosto de 2007, eu fui convidada a participar de uma seleção em uma grande empresa, bastante conhecida na área do comércio cimenteiro. Enfim, eu concorri a essa vaga com mais ou menos umas 36 pessoas. Essa seleção foi muito demorada e as pessoas responsáveis pela seleção, incluindo psicólogas, coordenadoras e supervisoras, sempre quando nos entrevistava, deixava bem claro que essa seleção era demorada, porque a vaga era muito difícil de surgir, pois, as pessoas só eram destituídas do cargo, se fizessem algo de errado ou se fossem promovidas a cargos melhores, ou seja, a empresa além de oferecer uma “certa estabilidade” também oferecia ótimos salário e benefícios. A primeira etapa da seleção, foram testes de português e matemática, e aconteceu no mês de agosto. A segunda etapa, aconteceu no mês de setembro e foi uma entrevista com uma psicóloga que trabalha no setor de RH dessa mesma empresa. A terceira etapa aconteceu no mês de outubro, onde foi constituído um teste grafológico que demorou 28 dias para sair o resultado e finalmente eu passei para a etapa final, que aconteceu também no mês de outubro onde só restaram 3 pessoas das 36 que foram sendo elimidas em cada etapa percorrida e nessa última etapa, fui entrevistada por duas pessoas ao mesmo tempo; uma era coordenadora e a outra era supervisora do setor do qual eu estava concorrendo a vaga. Após a última entrevista, ouvi da coordenadora que aguardasse em casa, que elas entrariam em contato comigo através do telefone para informar o resultado, fosse negativo ou positivo. Nesse vai e volta de testes e entrevistas, fiz amizade e troquei telefone com as duas candidatas que também conseguiram chegar á etapa final e justamente essas duas candidatas foram quem entraram em contato comigo no dia 18 de novembro, e me contaram que elas haviam recebido a ligação da supervisora da vaga, informando que elas não tinham passado na entrevista final. Então, supostamente a pessoa que foi selecionada teria sido eu. Fiquei aguardando um contato ansiosamente e super feliz, porém passaram-se 15 dias e não recebi nenhuma ligação, foi aí então que resolvi ligar para a empresa, para saber o que havia acontecido e quem me atendeu foi uma pessoa que se dizia responsável pelo setor de RH e essa mesma pessoa pediu meu nome completo e constatou que realmente eu fui a pessoa selecionada para o cargo, mas que eu teria que aguardar, pois a vaga ainda não havia surgido. Fiquei aguardando e mês a mês eu ligava para empresa, até que um dia me disseram que o meu nome estava no banco de dados da empresa, que realmente eu havia passado em todos os testes, coisa que eu já sabia, mas que eu não me encaixava no perfil que a empresa estava procurando, que eu precisava aguardar porque eles estavam dando continuidade ao processo seletivo e que outras pessoas estavam sendo entrevistadas. Então, na hora eu tive vontade de chorar, de esperniar, de correr atrás do que era meu por direito, mas não soube como agir. Ontem mesmo, eu liguei novamente para a empresa e sempre me repetem a mesma coisa. Eu gostaria que alguém me ajudasse como proceder nesse caso, porque já que passei por todo o processo seletivo, fui a pessoa selecionada, não consigo ainda entender porque até hoje nunca recebi o contato de ninguém da empresa para me dar uma explicação, já que a empresa se diz tão séria a esse respeito e em outros sentidos também, pois todas as explicações que tive até hoje, foi porque eu liguei para lá, foi porque corri atrás para saber, porque se eu não tivesse feito isso estaria até hoje, alheia a situação. Se alguém puder me ajudar, eu ficarei muito agradecida, pois a empresa conseguiu fazer com que eu me sentisse um lixo, nunca passei por situação igual e melhor seria se eles tivesse me dito desde o começo que eu não servia para a vaga e pronto, eu estaria conformada nesse momento!

  12. Ronaldo escreveu:

    Deixa de ser ridículo Fabiano, se eu te entrevistar já coloco um “menos” bem grande no seu nome na hora, pensaria assim: E se ele esquecer de sincronizar a “agendinha”?? E se ele sincronizar mas esquecer de colocar a bateria da coisa pra carregar?? E se… Acho que é melhor nem arriscar com o esquecidinho..
    Viu só como se perde uma chance de emprego? Se liga!

  13. Ronaldo escreveu:

    De Fabiano em 24/01/2008

    “Na boa, as dicas são interessantes mas a do “ponto fraco” é medíocre!
    Prá mim a melhor coisa é apontar um ponto fraco de fato e explicar como vc minimiza o mesmo. Meu caso: “Sou muito esquecido! Esquece de reuniões, mas ainda bem que inventaram software para sincronizar agenda com celular! Agora não esqueço mais nada.”

    Deixa de ser ridículo Fabiano, se eu te entrevistar já coloco um “menos” bem grande no seu nome na hora, pensaria assim: E se ele esquecer de sincronizar a “agendinha”?? E se ele sincronizar mas esquecer de colocar a bateria da coisa pra carregar?? E se… Acho que é melhor nem arriscar com o esquecidinho..
    Viu só como se perde uma chance de emprego? Se liga!

  14. Fabiano escreveu:

    Na boa, as dicas são interessantes mas a do “ponto fraco” é medíocre!
    Prá mim a melhor coisa é apontar um ponto fraco de fato e explicar como vc minimiza o mesmo. Meu caso: “Sou muito esquecido! Esquece de reuniões, mas ainda bem que inventaram software para sincronizar agenda com celular! Agora não esqueço mais nada.”