Depressão: saiba como se curar com exercícios físicos

A prática de atividades físicas são boas auxiliadoras na cura da depressão. Está triste? Então mexa-se!

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, no Brasil, cerca de 17 milhões de pessoas sofrem de depressão. No entanto, a maioria das pessoas não deve saber que prática de atividades físicas pode ajudar, e muito, no combate a essa doença e seus outros males. Confira alguns dados de um estudo realizado pela Universidade Metodista de Dallas (EUA).

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Panorama:

A depressão é um distúrbio psiquiátrico particularizado por sintomas como tristeza profunda, apatia, choro, alterações de sono e apetite, isolamento social, mudanças cognitivas e psicomotoras, baixo libido, podendo apresentar pensamento suicida.

Segundo a pesquisa, a doença atinge pessoas de todas as idades, desde a infância até a velhice, geralmente acontece mais com as mulheres. Apesar de as causas poderem surgir entre os dois sexos, as mulheres são as que mais procuram ajuda em serviços de tratamento.

Tratamento:

Além do tratamento com psicoterapia e, caso seja indicado pelo profissional, com medicamentos, mexer o corpo pode tanto prevenir como ajudar na cura para a depressão. Isso porque a atividade física contribui para o estímulo de dois tipos de hormônios responsáveis pelas sensações de bem-estar, prazer e conforto: a endorfina e a serotonina.
De acordo com a pesquisa ainda, a depressão altera o funcionamento dos neurotransmissores responsáveis pela produção desses hormônios e essa mudança provoca o aparecimento dos sintomas da doença.
Por esse mesmo motivo é de extrema importância manter o corpo ativo: pois além de assegurar a geração hormonal e, consequentemente, as boas sensações normalizadas, existem as vantagens das interações sociais que podem surgir com essa prática.

Outras dicas importantes:

· Os estudos comprovam que as atividades aeróbicas, especialmente a corrida, geram um efeito mais imediato na liberação de endorfina, produzindo uma sensação de bem-estar mais ágil do que os outros exercícios.

· No entanto, qualquer atividade física ajuda na prevenção e tratamento da depressão. O importante mesmo é a frequência da prática. Se for possível, o indicado é que os exercícios sejam realizados diariamente ou, pelo menos, três vezes por semana.

· Exercícios físicos em conjunto com o tratamento médico e multiprofissional fomentam um senso de realização grande aos pacientes, dando mais confiança e contribuindo para a melhora da autoestima.

· Antes de iniciar uma atividade física, consulte o seu médico para avaliar se há alguma alteração clínica que impossibilite essa prática.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.