Dá para visitar o Alasca?

O extremo norte da América tem muitos segredos para revelar aos turistas. Visitar o Alasca é aventura e diversão.

O Alasca é o maior Estado norte-americano em extensão e também o que tem a menor densidade demográfica: menos de 0,5 habitante por quilômetro quadrado. Está isolado geograficamente do restante do país. A região pertencia originalmente à Rússia, que a vendeu para os EUA em 1867. Os americanos deram sorte: foi encontrado ouro logo depois. Nas últimas duas décadas do século XIX centenas tentaram a sorte na região gelada. Na época, visitar o Alasca era programa para mineradores.

O Alasca é uma península banhada ao norte pelo mar glacial Ártico, a oeste pelo estreito de Behring (por onde chegaram os primeiros humanos ao continente americano), a leste pelo Canadá. Cortado pelo rio Yukon, a região tem centenas de pequenos lagos, cartões postais do Estado, juntamente com os glaciares. O litoral é o maior entre os Estados americanos. 65% do território são protegidos por reservas nacionais, administradas pelo governo federal. Lagos, glaciares e geleiras são alguns dos bons motivos para visitar o Alasca.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

O Alasca se divide em quatro áreas geográficas, de sul a norte:

• a cadeia de montanhas do Pacífico (que vai até a Califórnia, ao sul), onde está o monte McKinley, ponto culminante da América do Norte, com mais de 6.000 metros de altitude;

• as planícies e planaltos da região centro-norte do Estado;

• as montanhas Rochosas;

• a planície do Ártico.

O clima é sempre polar, mas as temperaturas variam de região para região. No entanto, no extremo sul, junto à costa, o verão é caracterizado por temperaturas acima de 30°C. o Sol brilha quase 20 horas por dia.

A capital do Estado é Juneau, mas a principal cidade é Anchorage, com cerca de 100 mil habitantes. O petróleo e a pesca são as principais riquezas. Há também muitas fazendas de criação de gado e galinhas.

O Alasca é um caleidoscópio formado por florestas temperadas, lagos, montanhas, cânions e geleiras em constante mudança, que podem ser visitadas em cruzeiros rápidos.
Em Anchorage, Juneau e Fairbanks, há bares e restaurantes que servem comidas típicas, como a sopa de cabeça de salmão e o salmão fermentado. A sobremesa ideal é o akutaq ou gelado esquimó, sorvete de frutas vermelhas.

As reservas nacionais são um passeio obrigatório para os turistas. Entre elas, o Parque Denali, onde fica o Monte McKinley, o Portões do Ártico, com vales escavados por glaciares e a Reserva dos rios Yukon e Charley, onde os turistas podem  observar cardumes de salmões, subindo o rio para se reproduzir.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.