Controle do Colesterol: Como proceder?

O nível alto do colesterol está relacionado a doenças cardíacas. O controle é necessário para manter a qualidade de vida.

O colesterol é considerado um vilão, mas ele é importante na produção de hormônios sexuais, formação da membrana das células e sintetização da vitamina D, fundamental para dentes e ossos saudáveis. Nosso organismo produz 70% do total de colesterol necessário; o restante tem sua fonte nos alimentos de origem animal. A natureza foi inteligente: se o consumo de colesterol aumenta, o organismo reduz a produção.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Mas esta correção natural tem limites e muitas vezes os níveis de LDL e VLDL aumentam. No Brasil, 30% da população acima de 35 anos tem problemas de colesterol alto e menos da metade faz algum tipo de controle. O resultado: 300 mil mortes anuais, por problemas infarto do miocárdio e acidentes vasculares cerebrais. Além disso, há um sem-número de pessoas que perdem qualidade de vida e nem ao menos sabem por quê.

O que fazer? Em primeiro lugar, consultar o médico regularmente. Com o histórico do paciente, possíveis sintomas e antecedentes familiares. Se for o caso, o especialista vai pedir exames para verificar a situação.

O colesterol é um álcool. Na corrente sanguínea, ele se associa a determinadas proteínas para se deslocar na corrente sanguínea. Esta combinação recebe o nome de lipoproteína. Um exame de sangue pode indicar o valor total do colesterol e os valores parciais de três frações: HDL (high density lipoprotein), LDL (low density lipoprotein) e VLDL (very low density lipoprotein). O primeiro é o chamado colesterol bom e os dois últimos, os ruins. O controle do colesterol é necessário para evitar diversas doenças.

Diagnosticado o problema, é preciso iniciar o controle, o que pode ser feito com dieta e exercícios, mas muitas vezes a medicação é necessária. A gordura não aproveitada pelo organismo vai sendo depositada nos vasos sanguíneos, prejudicando a circulação. É preciso reverter o quadro.

Para começar, é preciso reduzir o consumo de gorduras saturadas, presentes nos cortes gordos da carne e na pele de aves, e trans, encontradas principalmente nos alimentos industrializados, como salgadinhos, sorvetes, biscoitos recheados, etc. A adoção de exercícios aeróbicos ajuda a eliminar gordura. Um educador físico pode indicar a atividade e frequência adequadas. O fumo é um grande aliado do colesterol: a vitamina C é responsável pela eliminação do colesterol, mas o consumo diário de 20 cigarros responde pela destruição de quatro gramas de vitamina C. parece pouco, mas é o equivalente a 20 vezes o consumo diário. Não fumar é fundamental para reduzir o colesterol.

Existem problemas genéticos que determinam o aumento do colesterol. Nestes casos, e em casos adquiridos mais graves, o controle só é possível com medicamentos e avaliação médica constante.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.