Como adotar uma criança

Se a maternidade não chegou da maneira convencional, ela pode ser tida por amor a outra criança. Veja como adotar uma criança no Brasil e construa uma família feliz.

Você já deve ter ouvido falar que nem todos foram feitos para serem pais. Algumas pessoas já perceberam isso em si próprias, por que não aturam o choro de uma criança ou não possuem paciência, já outras não tem fertilidade para isso e também não se importam com a falta de um filho para continuar sua geração.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Mas a maioria das pessoas quer ter a alegria de ter um bebê, de ver a criança crescer, se tornar adolescente, ser um adulto feliz e participar ao máximo da vida dele em todas suas fases. Mas nem todas pessoas nasceram com a fertilidade ideal para gerar filhos mas nasceram com um coração enorme para criar os filhos que outras pessoas tiveram mas não puderam criar ou não quiseram.

Veja neste artigo, alguns dos requisitos básicos para se adotar uma criança no Brasil e veja como você pode ter seu filho do coração.

Juizado da infância e da juventude

Se você quer adotar um bebê, criança ou adolescente, é no juizado da infância e da juventude que você deve ir. Lá você irá fazer um cadastro de pretendente a adoção e pode ser casada ou até solteira, porém ainda está em discussão a adoção por homossexuais.

Perfil da criança e entrevista

No cadastro, você poderá colocar o tipo de perfil da criança que pretende adotar como idade, altura, cor dos olhos e da pele entre outros. Já em relação a entrevista, um psicólogo do juizado irá até sua casa para avaliar seu modo de vida, condições financeiras entre outras questões. Uma assistente social pode ser solicitada para ajudar nessa avaliação, visitando sua casa.

Habilitação para adoção

A partir do seu cadastro e entrevista com o psicólogo e assistente social, o juiz poderá dar seu parecer, habilitando ou não você para ter o direito de adotar. Caso a resposta seja positiva, você receberá um certificado válido em todo território nacional durante 2 anos, para poder adotar uma criança ou adolescente.

Fila de adoção

A partir do momento que você consegue o certificado, você fica na espera de aparecer uma criança segundo o perfil solicitado, para que você possa conhecê-la e adotá-la. Se você quiser adotar uma criança que você já conheça, precisará de um advogado para seguir com o processo.

Conhecendo a criança

Quando aparece uma criança segundo seu perfil, você será levado a conhecê-lo por um assistente social. Dependendo da boa relação, já no primeiro dia você poderá levá-lo para casa e receberá uma guarda provisória por até 1 ano, pra ver como você e a criança se entenderam.

Crianças com menos de 2 anos tem a guarda definitiva, já as maiores passam por um tempo de adaptação até ser decidido por você e pelo juiz que seu lar é o melhor lugar pra ela.

Você está preparada para ter filhos adotados?

Veja bem a pergunta…não é se você está preparada para ter filhos seus mas adotados, de outras pessoas. Se a criança ainda é um bebê, é mais fácil você conseguir se adaptar a ela mesmo com toda aquela correria que um filho pequeno nos causa, mas uma criança maior já requer maior atenção, já que ele discerne bem o convívio e já tem uma história de vida.

Esta decisão não é fácil de se obter pois filhos são uma benção, mas criar crianças provenientes de outras famílias e principalmente se forem filhos de lares desestruturados, poderá ser um grande desafio. Converse com seu cônjuge e familiares para eles ajudarem a você decidir em como adotar uma criança.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.