Como acabar com os piolhos e lêndeas

Aprenda dicas simples para dar um fim nos piolhos e lêndeas das crianças.

Em todas as escolas, a criançada passa anualmente por este constrangimento: a infestação de piolhos. Esses bichinhos democráticos não escolhem raça, sexo ou condição social, embora tenham bastante preferência por cabelos volumosos, mais quentinhos.

Como acabar com os piolhos e lêndeas

A verdade é que pegar piolho está longe de ser um privilégio das crianças, embora elas sejam as mais afetadas. Todavia, caso o problema surja na sua casa, a primeira providência a ser tomada é descobrir quantas pessoas foram contaminadas, já que o principal sintoma – coceira – pode levar até algumas semanas para se desenvolver.

Algumas lêndeas e piolhos são bastante pequenos e, por isso, difíceis de serem visualizados a olho nu também, a menos que pessoa esteja altamente infestada. Assim, não confie apenas em seus olhos. Uma das melhores formas de detectar a presença dos insetos na cabeça é saturá-la de condicionador – pode ser o mais baratinho e cheiroso que tiver – e, então, pentear os fios cuidadosamente com um pente fino. Passe o pente, em seguida sobre um pedaço de papel-toalha para observar se há a presença de ovos e piolhos. O piolho adulto é marrom e tem cerca de dois milímetros, enquanto as lêndeas são mais claras e menores, podendo os ovos ser de uma tonalidade branco-acinzentada, que brilha ao sol.

Caso a presença dos insetos seja identificada, não é preciso entrar em pânico, pois há variadas formas de tratamento. Esqueça a tintura – em especial nas crianças. Também abandone as receitas caseiras como banhar os fios em vinagre e abafar com uma meia fina. Isso só fará as pessoas se afastarem do coitado do “piolhento”, já que o cheiro vai ser de matar.

Pode-se apelar para a técnica do condicionador com pente fino, que deve ser repetida diariamente por duas semanas, com checagem periódica durante todo um mês para evitar a remissão, sempre lavando os fios com frequência.

Outra opção é usar tônicos e xampus específicos para o combate dos insetos, indicado pelo pediatra ou mesmo pelo farmacêutico e que devem ser usados diariamente por um prazo que varia de sete a 14 dias. Todavia, mulheres grávidas ou lactantes não são aconselhadas a usar este método, assim como asmáticos, epiléticos, alérgicos ou pessoas com sensibilidade ou feridas no couro cabeludo.

Existe ainda a possibilidade de combater os piolhos e as lêndeas pela boca, com o uso de medicamentos orais, como a revectina, que é indicada pelo médico e que não deve ser usada por crianças menores de dois anos. Gestantes e lactantes também precisam buscar a orientação médica sobre o uso do medicamento. Com eficácia de até seis meses é uma das melhores soluções para quem já teve o problema mais de uma vez e é vítima dos piolhos a cada estação.

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!


GRÁTIS: Receba atualizações por Email:

Cadastre seu email e receba atualizações do Blogadão no seu e-mail. É grátis!

Comente no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 comentários