Como abrir seu próprio negócio

Você está cheio de idéias novas para abrir seu próprio negócio? Antes de fazer qualquer coisa leia as dicas abaixo para fazer com que seu empreendimento se torne um sucesso.

Ser empreendedor é o sonho de muita gente. Porém se engana quem acredita que isso é fácil. Antes de qualquer coisa é preciso fazer pesquisas de mercado, se inteirar e seguir as leis específicas e estar disposto a trabalhar muito, sem direito a folgas e férias, pelo menos em um primeiro momento. Se você se mantém firme no seu propósito, confira as dicas para abrir seu próprio negócio e o que é mais importante, fazer com que ele dê certo:

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

– Primeiro pense no tipo de estabelecimento que você pretende abrir. Se for uma estética, pesquise se o seu bairro está bem servido desse tipo de empreendimento. A preocupação que você deve ter é fazer com que seu negócio apresente um diferencial a fim de que as pessoas o vejam como uma novidade;

– Visite estéticas como se fosse uma cliente e analise os serviços oferecidos. Confira os prós e os contras, desde o atendimento na recepção até o trabalho prestado pelas manicures, cabeleireiros, massagistas. Um único detalhe pode fazer toda a diferença para uma cliente preferir um lugar ao outro;

– Qual tipo de público você deseja atrair para seu negócio? Esses fatores ajudam a definir o local onde será instalado o estabelecimento e até a influir no nome da empresa;

– Planeje toda a infraestrutura que você irá precisar para abrir seu negócio. Sendo uma estética faça um planejamento dos custos dos aparelhos, móveis, computadores e fornecedores. Lembre que o lucro não vem no primeiro mês. O investimento inicial leva um tempo para ser coberto;

– Se o ponto for alugado, contate a prefeitura para saber se aquele local pode abrigar o tipo de negócio que você escolheu. Especialistas orientam a fazer contratos de aluguel mais longos, acima de três anos. Menos que isso é complicado, pois você pode não renovar o contrato e precisar se mudar sem ter fixado ainda a clientela;

– Procure ter mais de um fornecedor caso um deles não possa lhe atender no momento em que você precisar;

– Para saber quanto deverá ser o investimento, este é o cálculo: faça um somatório dos gastos iniciais e dos seis primeiros meses de aluguel (se for o caso) e multiplique um valor estimado de água, luz e telefone.

Você sabia que por lei sua empresa deverá utilizar os serviços de um Contador? Esse importante profissional tem por função ajudar o empreendedor a desvendar todas as obrigações fiscais inerentes à empresa. Outro fator fundamental é ter alguma reserva financeira para utilizar até o momento em que a empresa passe a apresentar lucro. Tenha paciência e perseverança. Nos primeiros tempos é normal operar no vermelho.

Agora que você conseguiu fazer um planejamento, está na hora de saber qual o tipo de empresa que pretende abrir. O Microempreendedor Individual (MEI) é para aqueles empresários que têm um faturamento até R$ 5 mil mensais e um colaborador que ganhe até um salário mínimo ou o piso da categoria. A Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI) são para aqueles empreendedores que não têm sócios e cujo investimento supere 100 salários mínimos. A Sociedade Empresarial Limitada é destinada para empresas com 2 ou mais sócios. Todos assumem de forma limitada as dívidas contraídas pelo negócio.

Siga firme no seu sonho e se torne um empreendedor de sucesso.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.