forbrukslånhjelpen | billig forbrukslån med lav rente | forbrukslån på dagen

Astrônomos encontram sistema solar parecido com o nosso

A estrela Kepler 30 é o centro de um sistema solar muito semelhante ao nosso.

Astrônomos da Universidade da Califórnia, MIT (Massachusetts Institute of Technology) e NASA (National Aeronautical and Space Administration) encontraram três planetas gasosos orbitando a estrela Kepler 30. O telescópio Kepler coletou observações durante dois anos e meio. O sistema solar de Kepler é semelhante ao nosso porque os três planetas orbitam com seu eixo alinhado ao da estrela mãe: sua rotação está alinhada pelo equador da estrela.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Isto ocorreria porque os planetas seriam formados numa explosão que lançou matéria ao espaço, formando uma espécie de prato ou disco gasoso. Posteriormente, a matéria se solidificou e fundiu, dando origem aos planetas, da mesma forma que ocorreu com o nosso Sol. Este arranjo planetário permite que a luz solar atinja grandes distâncias e ilumine extensas faixas dos planetas, um dos requisitos para a existência de vida. No nosso sistema, isto não acontece som Júpiter e Saturno, por exemplo, dois planetas de órbitas irregulares.

Outros sistemas solares já identificados são caracterizados pelas órbitas desalinhadas dos planetas: cada um gira de forma diferente. Já foram registrados planetas retrógrados, que giram na direção contrária à da rotação da estrela central. Agora, os cientistas entendem que a regra da formação dos sistemas solares é o alinhamento. As órbitas caóticas (não alinhadas) seriam resultado de interações magnéticas, influência de estrelas vizinhas e até chuvas de meteoros.

O sistema Kepler 30 está a 10 mil anos-luz (3.066 parsecs) da Terra. Os planetas, que giram a distâncias relativamente próximas à estrela, foram batizados como Kepler 30b, Kepler 30c e Kepler 30d (os astrônomos antigos podiam não saber muita coisa sobre o universo, mas tinham mais imaginação para dar nomes aos astros). O primeiro planeta, identificado em 2010, é o menos denso já observado.

Os astrônomos identificaram os planetas ao analisar as manchas solares decorrentes do trânsito dos astros na estrela Kepler 30, que tem dimensões semelhantes ao nosso Sol, mas gira sobre seu eixo mais rapidamente e formou-se muito tempo depois (o Sol tem cerca de 4,5 bilhões de anos). Foi necessário o estudo de 27 trânsitos planetários para chegar à conclusão definitiva sobre este sistema.

Planetas identificados fora do nosso Sistema Solar são conhecidos como exoplanetas ou planetas extrassolares. Até agora, o telescópio Kepler já identificou 54 exoplanetas que apresentam condições mínimas para a existência de vida.
A descoberta foi publicada na revista “Nature”, uma das publicações científicas mais respeitadas em todo o mundo. A revista é editada há quase 150 anos.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.